Estudantes irão expor 94 obras de artes visuais na Arena Fonte Nova

As experiências criativas dos estudantes da rede estadual retratadas em 94 obras estarão expostas na 9ª Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), dentro do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, de 21 a 23/11, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), que irão apresentar, ainda, projetos de ciência, esporte, cultura, empreendedorismo, inovação, tecnologia e de intervenções sociais.76

Pelo AVE, o público visitante poderá conferir quadros, através dos quais os alunos revelam a sua percepção de mundo – seja pela vida cultural, social, política ou religiosa – que os cerca. Este projeto tem o objetivo de estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a va­lo­ri­zação das ex­pres­sões cul­tu­rais re­gi­o­nais, visando a am­pli­ação do co­nhe­ci­mento. Os estudantes que irão expor no Encontro Estudantil passaram por seletivas escolares e territoriais, durante o ano letivo de 2016.

A coordenadora de Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre, destaca o valor das obras finalistas do AVE. “Os nossos artistas apresentam autorretratos de sua vida estudantil, bem como revelam sua visão de mundo sobre tudo ao seu redor. Não há nada na natureza e na sociedade que escape da sensibilidade deles e eles apreendem o mundo em em preto e branco e em traços coloridos, mostrando a multidisciplinaridade da vida cultura e artística em pinturas que realçam temas diversos”.

Temáticas – Por caminhos distintos e usos de técnicas variadas, acrescenta a coordenadora, os estudantes, independente da linguagem artística, abordam a complexidade e a diversidade da vida cultural, retratando a beleza do mundo oriunda da natureza (o mar, os rios, o sol, as matas, as flores, as aves, as borboletas) e do cotidiano da vida social, das expressões de lugares reais e imaginários, do ambiente escolar e do mundo do conhecimento e das expressões e manifestações culturais (negros, índios, mestiços, mulher, corpo e sedução).

Temas como a seca do Nordeste; o desmatamento; a violência contra a mulher, a temporalidade como expressão de vida; as diferenças sociais; a importância da leitura e a liberdade, em uma releitura nas artes visuais de Navio Negreiro, em comemoração aos 170 anos de Castro Alves, entre outros tantos, estarão estampados nos quadros de autoria dos estudantes, no Nivel 6 da Arena, durante o encontro.

Artes visuais – Criado em 2008, o Artes Vi­suais Es­tu­dantis (AVE) trata de um pro­jeto pi­o­neiro da Secretaria da Educação do Estado, de ca­ráter edu­ca­tivo, ar­tís­tico e cul­tural, en­volvendo es­tu­dantes do 6º ano do En­sino Fun­da­mental ao 3º ano do En­sino Médio e equi­va­lentes (Edu­cação de Jo­vens e Adultos – EJA, En­sino Normal e Tec­no­ló­gico) da rede es­ta­dual, além de pro­fes­sores de Língua Por­tu­guesa, Arte e dis­ci­plinas afins, co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos, di­re­tores das es­colas e dos Nú­cleos Ter­ri­to­riais de Edu­cação (NTE) e téc­nicos da Se­cre­taria.

Fotos: Divulgação

Começam nesta terça-feira as inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos do Estado

Começam, nesta terça-feira (14), as inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino, promovido pelo Governo do Estado da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e Administração. São 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições prosseguem até o dia 12 de dezembro, custam R$ 100 para ambos os cargos, e serão feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas (www.concursosfcc.com.br).

O secretário Walter Pinheiro disse que o concurso será para 40 horas semanais e representa uma das ações estratégias que vêm sendo adotadas pelo Estado para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. “Este concurso vem sendo esperado há muito tempo pelos educadores e o governador Rui Costa, mesmo diante da situação econômica do país, tomou esta decisão que fortalece o eixo pedagógico das escolas e, consequentemente, a nossa qualidade do ensino”, afirmou Pinheiro, ao destacar que a iniciativa vai potencializando a oferta da Educação em Tempo Integral na rede. “A nossa meta é caminhar para uma escola que funcione o dia todo, com atividades culturais e cursos profissionalizantes. Daí a importância de termos professores com uma carga horária de 40 horas de dedicação à escola, bem como a presença do coordenador pedagógico em todas as unidades da rede estadual”, afirmou.

Oferta – As vagas para professores são para diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes, licenciatura interdisciplinar em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias, habilitação em Química oriundo de curso superior. Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Remuneração – Para o cargo de professor padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de Classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92, perfazendo um total de  2.814,28. Para o cargo de Coordenador Pedagógico, Padrão P,  grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, totalizando R$ 2.890,87.

Aplicação das Provas – O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva.

Acesse o edital completo no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

Foto: Ilustração/ Claudionor Junior

Secretaria da Educação promove Seminário em Santo Antônio de Jesus para discutir a reforma do Ensino Médio

Com o objetivo de ampliar o debate e a escuta com a comunidade educacional baiana, atendendo a pauta nacional sobre o Ensino Médio, a Secretaria da Educação do Estado promoverá, durante os meses de novembro e dezembro, o 1º Ciclo de Seminários Territoriais: “Ensino Médio em debate”, agregando os 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE).  A primeira edição da série começa, nesta segunda-feira (13), em Paulo Afonso (NTE 24), a 434Km de Salvador, no Vale do São Francisco.CONVITE

Ainda na semana que vem, o seminário será realizado, na terça-feira (14), em Valença (NTE 6) e em Santo Antônio de Jesus (NTE 21).  Em Paulo Afonso, o seminário acontecerá, das 8h às 16h, na sede da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Em Valença, o seminário será no Colégio Estadual Gentil Paraíso Martins e em Santo Antônio de Jesus, no Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes.

Na programação, constam mesas redondas voltadas para as temáticas em torno da reforma do Ensino Médio e um bate-papo sobre os desafios das “Novas Arquiteturas Curriculares para o Ensino Médio”. A ação visa, ainda, dar continuidade às discussões que vêm sendo desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado, desde 2016, sobre os cenários da política educacional do Ensino Médio de modo territorializado. O que ser pretende, nesta perspectiva, é buscar elementos construtivos para a elaboração das novas arquiteturas curriculares e assegurar o respeito às especificidades e singularidades dos Territórios de Identidade do Estado da Bahia.

A atividade contará com a participação de gestores escolares, representantes de universidades, dos conselhos municipais de Educação, secretarias municipais de Educação, entidades estudantis, associações de pais de alunos, escolas privadas, municipais e estaduais, líderes de classe, sindicato de professores e de associações científicas existentes no Território.

Programação:

Novembro

Dias

13 – NTE 24 (Paulo Afonso)

14 – NTE 06 (Valença) e NTE 21 (Santo Antônio de Jesus)

16 – NTE 17 (Ribeira do Pombal) e NTE 27 (Eunápolis)

28 – NTE 02 (Bom Jesus da Lapa) e NTE 08 (Itapetinga)

29 – NTE 20 (Vitória da Conquista)

30 – NTE 22 (Jequié) e NTE 23 (Santa Maria da Vitória)

Dezembro

04 – NTE 19 (Feira de Santana) e NTE 26 (Região Metropolitana de Salvador)

05 – NTE 01 (Irecê), NTE 18 (Alagoinhas), NTE 03 (Seabra) e NTE 04 (Serrinha)

06 – NTE 10 (Juazeiro), NTE 12 (Macaúbas) e NTE 07 (Teixeira de Freitas)

07 – NTE 16 (Jacobina), NTE 13 (Caetité), NTE 11 (Barreiras), NTE 14 (Itaberaba), NTE 05 (Itabuna) e NTE 15 (Ipirá)

11 – NTE 09 (Amargosa)

12 – NTE 25 (Senhor do Bonfim)

Foto: Ilustração/Claudionor Jr

Secretaria da Educação promove o 5º Encontro Estudantil na Arena Fonte Nova

Mais de 30 mil estudantes da rede estadual de ensino deverão participar do 5º Encontro Estudantil: ciência, arte, esporte e cultura, de 21 a 23 de novembro, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Vindos de todas as regiões do Estado, cerca de quatro mil estudantes criadores irão expor produções científicas, artísticas, esportivas e culturais desenvolvidas durante o ano letivo 2016 nas escolas. A abertura oficial será realizada no dia 21, às 9h, no Salão das Artes (Nível 6). O encontro será aberto para a visitação pública, das 8h30 às 18h.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, disse que o Encontro Estudantil reflete as políticas públicas implementadas pelo Governo do Estado da Bahia, que contribuem para uma escola mais dinâmica. “O Estado vem investindo pelo fortalecimento pedagógico nas escolas e o Encontro Estudantil é um reflexo destas ações, que promovem o protagonismo dos nossos estudantes, por meio dos projetos capitaneados pelos professores em sala de aula”, afirmou.

Durante estes três dias, o principal palco do futebol da Bahia abre espaço para a música, as artes visuais, a literatura, o cinema, o patrimônio, os esportes, a dança, as ciências, a matemática, a educação profissional e tecnológica, para a educação de jovens e adultos, a inovação, o empreendedorismo e a tecnologia, entre muitas outras ações formativas e educativas, por meio de projetos estruturantes desenvolvidos nos contextos escolares.

Os estudantes criadores dos distintos projetos artísticos que participarão dos cursos preparatórios, acompanhados de professores e coordenadores, começam a chegar à capital baiana no dia 16 de novembro, quando os estudantes iniciam a participação em diversas oficinas, como literatura, canto e expressão corporal. As ações são preparativas para as apresentações das finais de cada projeto que ocuparão os níveis 3, 4, 5 e 6 da Arena Fonte Nova, além de atividades de preparação em estúdios, hotéis e em campo para a apropriação do conhecimento.

Projetos – O Encontro envolverá os seguintes projetos: Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), Artes Visuais Estudantis (AVE), Tempos de Arte Literária (TAL), Educação Patrimonial e Artística (EPA), Produção de Vídeos Estudantis (PROVE), Mostra de Dança Estudantil (DANCE), Encontro de corais (ENCANTE), Festival Estudantil de Teatro (FESTE) e a Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA). O evento também contará com os festivais de judô, xadrez, capoeira e Rugbyb, além de basquetebol especial, voleibol, futsal, handebol, basquete e vôlei, dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP).

O encontro contará, ainda, com a Feira de Tecnologias Sociais da rede Estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia: território e intervenção social e com o Espaço Professor/Empreeendedor. A atividade inclui a tenda digital, além de Simulador de Voo e da Caixa Preta, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura.

Na programação, ainda, constam o segundo Encontro Estadual de Líderes de Classe, Exposição dos 10 anos do programa Todos pela Alfabetização (TOPA), contação de histórias e Transmissão do evento, ao vivo, para os estudantes das telesalas de aula do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC). A atividade marcará os lançamentos da Plataforma Anísio Teixeira e do Programa ‘Nas Ondas da Rede’ da Rádio Anísio Teixeira, a realização de palestras sobre a vida e obra de Anísio Teixeira, bem como de apresentações sobre o Instituto Anísio Teixeira e centros de formação de profissionais da Educação do país.

Fotos: Ilustração / Claudionor JuniorDSC_0044

Colégios estaduais começam a aplicar a Prova Brasil na próxima segunda-feira

Os estudantes da rede estadual de ensino deverão participar, a partir de segunda-feira (23), da aplicação das provas nacionais de Língua Portuguesa e Matemática do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB)/ Prova Brasil 2017. As provas serão realizadas em um único dia nas escolas, no período de 23 de outubro a 3 de novembro, conforme agendamento prévio feito pela empresa responsável pela aplicação. Esta avaliação é fundamental para o replanejamento de ações pedagógicas, visando a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagens.
 
A Prova Brasil inclui estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, da 3ª  série do Ensino Médio e da 4ª série da Educação Profissional, contemplando as escolas públicas das zonas urbanas e rurais. A avaliação do SAEB contribui para a obtenção de um diagnóstico da Educação Básica, que também subsidiará a formulação, reformulação e o monitoramento das políticas públicas nas esferas municipal, estadual e federal.
 
De acordo com a superintendente de Gestão da Informação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Cristiane Ferreira, o objetivo não é reprovar ou aprovar o aluno, mas obter um diagnóstico sobre o que os estudantes aprenderam em Língua Portuguesa e Matemática, durante os anos de estudo. “É muito importante a participação de todos os professores neste trabalho de sensibilização junto aos estudantes da rede, para que eles façam a prova de forma mais consciente e responsável”, afirma Cristiane Ferreira, ao acrescentar que as famílias também têm um papel fundamental no sentido de estimular os filhos a participarem deste processo.
 
As avaliações irão testar conteúdos ligados à leitura e interpretação de textos diversos (charges, piadas, tirinhas, contos, crônicas, cartas, fábulas, poemas, propagandas), no caso de Língua Portuguesa, e questões voltadas aos temas espaço e forma; grandezas e medidas; número e operações/álgebra e funções; e tratamento da informação, no caso de Matemática.
 
Nesta edição, o SAEB/Prova Brasil deixou de ser amostral para os estudantes do 3ª série do Ensino Médio e passou a ser censitária, envolvendo, também, os estudantes da 4ª série da Educação Profissional. As provas do SAEB serão aplicadas na Bahia pela Fundação Getúlio Vargas e o tempo para a realização é de duas horas e 30 minutos.
 
Cartilha – Os professores e gestores escolares podem obter maiores informações sobre o processo, através da Cartilha do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB). O material, publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), está disponível para download no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br
Foto: Ilustração/Claudionor Junior

 

Professores da rede estadual vivem a expectativa do Show de Paul McCartney em Salvador

Esta sexta-feira começou especial e tende a ser inesquecível para os professores da rede estadual de ensino contemplados com os ingressos para o show de Paul McCartney, às 21h30, na Arena Fonte Nova. Foram disponibilizados 600 pares de convites, via inscrição pelo Portal da Educação, graças a uma parceria das Voluntárias Sociais da Bahia com a Secretaria da Educação do Estado e a Arena Fonte Nova. Ingressos também foram disponibilizados para estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Professor Moisés_foto_Poliana Sales

A entrega dos convites está sendo realizada desde às 8h no auditório da Secretaria da Educação do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. A professora de Inglês, Márcia Santos, 52, do Colégio Estadual Edivaldo Boaventura, no Stiep, em Salvador, veio cedo para receber o seu par de convites e estava visivelmente entusiasmada. “Eu vi a mensagem da promoção pelo WhatsApp e corri para me inscrever e fui contemplada. Foi uma surpresa maravilhosa. Eu passei a minha adolescência ouvindo os Beatles e ir para este show com Paul vai ser incrível. Vou cantar tudo que tenho direito”, comemora ao lado de outras colegas educadoras.

A diretora da Educação e suas Modalidades da Secretaria da Educação, Rowenna Brito, disse que a parceria com as Voluntárias Sociais e a Arena Fonte Nova foi pensada na perspectiva da inclusão. “Fizemos esta articulação para contemplar os professores pela passagem do dia 15 de outubro, como um reconhecimento pelo trabalho e dedicação à escola pública. Por outro lado, a parceria também contempla estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que, na sua maioria, não teria condições de participar de um mega-show como este e que, com certeza, além de mexer com as emoções, também é um espaço de ensino e aprendizagem para todos”, afirma.

Emoção é o que já está sentindo o professor Luiz Carlos Carvalho, 65, também professor de Inglês do Colégio Estadual Deputado Henrique Brito, em Brotas. “Isto é uma coisa da minha infância. Eu vi o surgimento dos Beatles, acompanhei todo o auge até a dissolução do grupo e a morte de alguns, como foi o caso de John Lennon. Assistir ao show de Paul McCartney será uma grande emoção. Desde ontem, quando consegui efetivar a inscrição, que já estou em êxtase”, festeja.

Moisés Oliveira, 50, professor e diretor do Colégio Estadual Hermano Gouveia Neto, em Lauro de Freitas, também veio cedo pegar os convites. Ele destacou a importância da iniciativa das Voluntárias Sociais da Bahia, da Secretaria da Educação e da Arena Fonte Nova. “Foi uma excelente iniciativa. Eu não tenho palavras para definir e espero me divertir muito com a minha esposa. Ela ficou tão surpresa e tão feliz quanto eu”, destaca.

Fotos: Divulgação

Acesse mais fotos relacionadas a esta matéria:

https://flic.kr/s/aHsm6sHcvC

Cartilha orienta professores e gestores sobre a aplicação da Prova Brasil

Os professores e gestores escolares já podem acessar a Cartilha do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB). O material, publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), contém orientações sobre a aplicação e sobre a importância da Prova SAEB, também conhecida como Prova Brasil, para as escolas. Acesse a cartilha no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

As provas serão realizadas em um único dia nas escolas, no período de 23 de outubro a 1º de novembro, conforme agendamento prévio feito pela empresa responsável pela aplicação. Esta avaliação é fundamental para o replanejamento de ações pedagógicas, visando a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagens.

Prova Brasil

A avaliação inclui estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, da 3ª  série do Ensino Médio e da 4ª série da Educação Profissional, contemplando as escolas públicas das zonas urbanas e rurais. A superintendente de Gestão da Informação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Cristiane Ferreira, afirma que a avaliação do SAEB contribui para a obtenção de um diagnóstico da Educação Básica, que também subsidiará a formulação, reformulação e o monitoramento das políticas públicas nas esferas municipal, estadual e federal.

Neste sentido, ela chama a atenção para o envolvimento dos professores e dos estudantes de modo a qualificar o resultado. “O objetivo não é reprovar ou aprovar o aluno, mas obter um diagnóstico sobre o que os estudantes aprenderam em Língua Portuguesa e Matemática, durante os anos de estudo. É muito importante a participação de todos os professores neste trabalho de sensibilização junto aos estudantes da rede, para que eles façam a prova de forma mais consciente e responsável”, afirma Cristiane Ferreira, ao acrescentar que as famílias também têm um papel fundamental no sentido de estimular os filhos a participarem deste processo.

As avaliações irão testar conteúdos ligados à leitura e interpretação de textos diversos (charges, piadas, tirinhas, contos, crônicas, cartas, fábulas, poemas, propagandas), no caso de Língua Portuguesa, e questões voltadas aos temas espaço e forma; grandezas e medidas; número e operações/álgebra e funções; e tratamento da informação, no caso de Matemática.

Os professores e gestores escolares já podem acessar a Cartilha do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB). O material, publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), contém orientações sobre a aplicação e sobre a importância da Prova SAEB, também conhecida como Prova Brasil, para as escolas. Acesse a cartilha no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

As provas serão realizadas em um único dia nas escolas, no período de 23 de outubro a 1º de novembro, conforme agendamento prévio feito pela empresa responsável pela aplicação. Esta avaliação é fundamental para o replanejamento de ações pedagógicas, visando a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagens.

A avaliação inclui estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, da 3ª  série do Ensino Médio e da 4ª série da Educação Profissional, contemplando as escolas públicas das zonas urbanas e rurais. A superintendente de Gestão da Informação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Cristiane Ferreira, afirma que a avaliação do SAEB contribui para a obtenção de um diagnóstico da Educação Básica, que também subsidiará a formulação, reformulação e o monitoramento das políticas públicas nas esferas municipal, estadual e federal.

Neste sentido, ela chama a atenção para o envolvimento dos professores e dos estudantes de modo a qualificar o resultado. “O objetivo não é reprovar ou aprovar o aluno, mas obter um diagnóstico sobre o que os estudantes aprenderam em Língua Portuguesa e Matemática, durante os anos de estudo. É muito importante a participação de todos os professores neste trabalho de sensibilização junto aos estudantes da rede, para que eles façam a prova de forma mais consciente e responsável”, afirma Cristiane Ferreira, ao acrescentar que as famílias também têm um papel fundamental no sentido de estimular os filhos a participarem deste processo.
As avaliações irão testar conteúdos ligados à leitura e interpretação de textos diversos (charges, piadas, tirinhas, contos, crônicas, cartas, fábulas, poemas, propagandas), no caso de Língua Portuguesa, e questões voltadas aos temas espaço e forma; grandezas e medidas; número e operações/álgebra e funções; e tratamento da informação, no caso de Matemática.

Santo Antônio de Jesus sedia etapa territorial dos jogos estudantis da rede pública

As etapas classificatórias e final dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP) das escolas estaduais situadas no Núcleo Territorial de Educação de Santo Antônio de Jesus (NTE 21) começaram nesta terça-feira (17) e prosseguem até dia o dia 31/10, envolvendo 860 estudantes de 19 municípios. Os participantes disputam jogos em diversas modalidades esportivas, como futsal, basquete, handebol, voleibol e xadrez, no Instituto Federal da Bahia (IFBA) e no Ginásio Municipal Waldemar Pinto de Queiroz, na cidade de Santo Antônio de Jesus. Projeto estruturante pedagógico da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, o JERP visa fortalecer a prática esportiva no currículo da Educação Básica.
17.10_JERP_classificatória e final (NTE 21)_5

O estudante Flávio Santana, 16, 2º ano do Colégio Estadual Luciano Passos, em Cruz das Almas, fala, com ansiedade e muita expectativa, sobre a sua participação na competição, na categoria Futsal Masculino. “Jogo desde os 14 anos e o meu sonho é vir a ser jogador de futebol profissional. O JERP é uma oportunidade muito importante na minha vida porque está me proporcionando novas experiências e é uma porta para outros desafios”.

Competindo na categoria Futsal Feminino, Daiane Souza, 17, 4º ano do curso técnico de Contabilidade do Colégio Estadual Francisco da Conceição, em Santo Antônio de Jesus, também está empolgada com os jogos. “Sempre gostei de esporte e o pratico desde os meus oito anos de idade. O JERP está sendo muito importante porque está contribuindo para desmistificar o preconceito contra as mulheres jogarem futebol. Além disso, os jogos estudantis mobilizam os alunos em torno de uma prática saudável e, com isso, ganhamos mais disposição para as aulas e outras atividades escolares”

O professor de Educação Física da unidade onde estuda Daiane, Eduardo Oliveira, ressalta a importância do esporte na vida escolar e do seu processo formativo. “Tento passar para os meus alunos que mais do que a competição em si, o nosso objetivo é valorizar as práticas corporais, estimulando o raciocínio e trabalhando valores essenciais, como moral, ética, respeito, disciplina e cidadania. Além disso, o JERP agrega valores aos demais projetos estruturantes da Secretaria da Educação, promovendo o protagonismo juvenil”.

Durante esta terça (17), participam 300 estudantes do Polo 1, que reúne nove colégios estaduais do NTE 21. No dia 24/10, participam outros 300 alunos do Polo 2, que corresponde a mais dez unidades escolares. Desses, 260 serão classificados para a final, que será realizada no dia 31/10, em Santo Antônio de Jesus, e serão divididos por modalidade, faixa etária e gênero. As premiações serão através de troféu, medalha, kit esportivo com bolas, uniformes e xadrez.

JERP – O projeto Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP) é desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia por meio dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), com o objetivo de fortalecer a cultura corporal e as práticas esportivas no currículo da Educação Básica, tendo como princípios a diversidade, a ética, a integração, a socialização, a inclusão, a participação, a cooperação, o regionalismo e a emancipação.

Fotos: Divulgação

Estudantes apresentam projetos artísticos e culturais na Flica 2017

Os estudantes da rede estadual terão um espaço especial na Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) 2017, que acontece entre os dias 5 e 8 de outubro, no município de Cachoeira, na região do Recôncavo Baiano. Na Casa Educar para Transformar, instalada no prédio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), estudantes irão apresentar projetos de arte e cultura desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado, com o objetivo de dinamizar o ambiente escolar e promover o protagonismo estudantil.

22050096_1763241250646245_3800950087352952206_n
Serão expostas criações de 70 estudantes de escolas dos Núcleos Territoriais de Educação de Bom Jesus da Lapa (NTE 2), Serrinha (NTE 4), Teixeira de Freitas (NTE 7), Amargosa (NTE 9), Barreiras (NTE 11), Macaúbas (NTE 12), Caetité (NTE 13), Itaberaba (NTE 14), Jacobina (NTE 16), Alagoinhas (NTE 18), Feira de Santana (NTE 19), Vitória da Conquista (NTE 20), Santo Antônio de Jesus (NTE 21), Jequié (NTE 22), Santa Maria de Vitória (NTE 23), Senhor do Bonfim (NTE 25), Salvador (NTE 26) e Eunápolis (27).

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, fala sobre a importância da participação dos estudantes no evento. “A arte e a cultura fazem parte do currículo nas escolas estaduais e os estudantes são grandes protagonistas. Na Flica, eles terão a oportunidade de apresentar as suas criações, ao mesmo tempo em que poderão ampliar seus conhecimentos, a partir da troca de experiências e de todas as possibilidades que a Flica apresenta”, afirmou.

A Casa Educar para Transformar será aberta, a partir das 9h, da quinta-feira (5/10), com a apresentação da Fanfarra do Colégio Estadual de Cachoeira. Na programação da Casa Educar para Transformar, os visitantes poderão conferir a exposição das obras dos projetos de Artes Visuais Estudantis (AVE) e Educação Patrimonial e Artística (EPA). Ainda serão realizados o Recital de Gregório de Mattos: Boca do Inferno e apresentações de obras literárias selecionadas no Concurso Festa literária na rede estadual, que foi promovido pela Secretaria da Educação do Estado em homenagem a Gregório de Matos. Também será feita uma homenagem pelos 170 anos do poeta Castro Alves.

Na programação, constam apresentações do Black Dance, grupo de dança de rua e de teatro do Colégio Estadual Elisabeth Chaves Veloso, localizado em Salvador. Na Tenda Literária, outro espaço da Casa, serão realizadas as oficinas literárias e ‘De olho no Braile’ sobre leitura braile, com a coordenação de Educação Inclusiva da Secretaria da Educação do Estado. No espaço, serão realizadas, ainda, oficinas artísticas para a confecção de máscara, além de debates sobre a sétima arte, por meio do ‘Papo de Cinema’, com as participações do estudante Kéfas Matos, destaque pela produção de audiovisuais, pelo projeto Produção de Vídeos Estudantis, da rede estadual e de outros convidados.

Além dos projetos estudantis, a Casa Educar para Transformar contará, também, com um Sarau literomusical e encontros literários, mostras e recitais, além de atividades de órgãos do Estado, como a Secretaria da Cultura (Secult) e Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). O IPHAN também irá realizar atividades no espaço. Paralelamente, os estudantes também participarão da mostra de livros, na Praça Teixeira de Freitas, com a Coleção Pactos de Leituras, editada pela Secretaria da Educação do Estado e produzida por autores baianos.

Confira a programação da Educação na Flica 2017

– Quinta-feira (5/10)
9h – Abertura – Apresentação da Fanfarra do Colégio Estadual de Cachoeira
9h às 20h – Exposição das criações estudantis do AVE e do EPA
9h às 20h – Oficina artística de confecção de máscaras
9h às 11h – Recital de Gregório de Mattos: Boca do inferno / apresentações de obras literárias selecionadas no Concurso Festa Literária na rede estadual
9h às 19h – Mostra de livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas)
9h/14h/19h – Cantinho de leitura e contação de histórias (Praça Teixeira de Freitas)
14h às 15h – Encontros literários
15h às 16h – Papo de cinema
16h às 17h – Black Dance
17 às 19h – Sarau do Gregório de Mattos: Boca do inferno/ Festa Literária na rede estadual

– Sexta-feira (6/10)
9h às 20h – Exposição das criações estudantis do AVE e do EPA
9h às 20h – Oficina artística de confecção de máscaras
9h às 11h – Tenda Literária – Oficinas literárias e Oficina ‘De olho no Braile’.
9h às 19h – Mostra de Livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas)
9h/14h/19h – Cantinho de leitura e contação de histórias (Praça Teixeira de Freitas);
14h às 15h – Encontros literários;
17h às 18h – Black Dance;
17h30 às 18h30 – Sarau líteromusical

– Sábado (7/10)
9h às 20h – Oficina artística de confecção de máscaras;
9h às 12h – Tenda literária – Oficinas literárias;
9h às 19h – Mostra de livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas);
9h/14h/19h – Cantinho de leitura e contação de histórias (Praça Teixeira de Freitas);
14h às 15h – Encontros literários;
17h às 18h – Black Dance;
18h às 19h – Sarau líteromusical.

– Domingo (8/10)
9h às 10h – Black Dance;
9h às 12h – Mostra de livros – Coleção Pactos de Leituras (autores baianos) – Edital de Literatura Infantil (Praça Teixeira de Freitas).

CAP Aurélio Pires promove ciclo de palestras

Começou, nesta quinta-feira (28), Centro de Apoio Pedagógico Aurélio Pires, em Santo Antônio de Jesus, a III Mesa Redonda “Mobilizar para incluir: além das diferenças, O AMOR”. O evento tem a propostas de discutir sobre as diferenças que permeiam o contexto escolar e social da pessoa com deficiência e de que forma elas são vistas.

“Buscamos com este projeto mobilizar a sociedade para refletir sobre as diferenças de cada um e sobre o amor para com a pessoa com deficiência. Formas de estimular o deficiente para que ele reconheça suas potencialidades e queira galgar espaços na sociedade”, declara a diretora do CAP, Alexandra Meira.

A ação, segue até sexta-feira (29), com uma extensa programação, com palestras, rodas de conversa, plenária, apresentação cultural, exposição de material didático pedagógico e caminhada pelas ruas da cidade.

Fotos: Ilustração -NTE 21

IMG-20170928-WA0008
IMG-20170928-WA0012