#EditaisSetoriais: Projeto formará 40 mediadores de leitura na região de Santo Amaro

Foto: Banco de Imagens

Foto: Banco de Imagens

Com o propósito de formar 40 jovens do Recôncavo baiano para desenvolver atividades de mediação de leitura em escolas, hospitais, bibliotecas e espaços culturais nas cidades de Santo Amaro, Cachoeira, Saubara e São Francisco do Conde, o projeto “OXE: Oficinas de criação, medição e leitura” foi aprovado pelo Edital Setorial de Leitura 2016, coordenado pela Fundação Pedro Calmon/ SecultBA.

Serão mais de 100 horas onde práticas de mediação leitora, envolvendo círculo de leitura, criação e performances literárias serão desenvolvidas. Os textos a serem lidos e apreciados pertencem à literatura baiana contemporânea, produzidos a partir da década de 70 até os dias atuais. As atividades acontecerão em duas partes: formação e ações de mediação leitora.

Programação

Na primeira parte, em março e abril, acontecerá o círculo de leitura. Em seguida, de maio a julho, as oficinas de criação literária. A terceira etapa acontecerá em agosto e setembro, quando serão realizadas oficinas de mediação. As atividades acontecerão no Centro de Cultura da Academia de Letras de Santo Amaro (ALSA).

O coordenador do projeto, Igor Rossoni, fala sobre os preparativos do projeto: “estamos divulgando as oficinas com folders, cartazes e carros de som pela cidade, e já recebemos mais de 30 inscrições. Também estão sendo realizadas visitas pessoais em várias escolas a fim de divulgar os eventos. O público alvo principal é constituído de jovens a partir de 14 anos de Santo Amaro e região”.

Folia Literária – O lançamento oficial do projeto, a Folia Literária, acontecerá nesta sexta-feira (17), às 17h, na Praça da Purificação em Santo Amaro. Na ocasião haverá sarau com o Coletivo Artístico CECULT, participações musicais, teatrais e literárias, além de projeções de videomapping – técnica que projeta vídeos em objetos ou superfícies irregulares, como fachadas de prédios.

O projeto ocorre com apoio da ALSA, das secretarias de Educação e de Obras do município, parceria com o Instituto Federal da Bahia (IFBA-Santo Amaro) e com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), além de artistas locais como Roberto Mendes e Marcio Valverde, poetas e intérpretes que participarão do lançamento do projeto.

Inscrições – As inscrições são realizadas no site www.santomaro.ifba.edu.br, ou pelo fb.com/portaloxe, onde se encontra disponível a ficha de inscrição. O cronograma do curso, que é totalmente gratuito, será divulgado junto à lista de inscritos no dia do lançamento oficial do projeto. Mais informações através do e-mail oficinaoxe@gmail.com ou pelo telefone 75 3241-0845.

Governo convoca mais 3.655 jovens para o mercado de trabalho

Seminario de acolhimento 1º emprego na educação Foto: Elói Corrêa/GOVBAO Programa Primeiro Emprego, do Governo do Estado, convoca mais 3.655 egressos dos cursos técnicos da Rede Estadual de Educação Profissional. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, nesta terça-feira (14), por meio das suas redes sociais. A lista dos convocados está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (15).
Os beneficiários atenderão a demanda de nove secretarias, quatro universidades estaduais, um instituto e uma empresa pública. Os jovens devem comparecer entre os dias 15 e 24 de março às unidades do SineBahia de sua cidade ou do município mais próximo, com os seguintes documentos: Carteira de Trabalho e Previdência Social e CPF. Quem não atender à convocação no prazo determinado perderá o direito à vaga.

VEJA A LISTA DE CONVOCAÇÃO
Lançado em novembro do ano passado, o Programa Primeiro Emprego tem como meta preencher, apenas no setor público, 4,5 mil vagas até novembro de 2017 e outras 4,5 mil até novembro de 2018. Ao conquistar a vaga, intermediada pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), os egressos terão carteira de trabalho assinada e todos os direitos garantidos.

 

Fonte: Ascom Educação

Prorrogadas inscrições para processo seletivo na Educação

6_3A Secretaria da Educação do Estado da Bahia prorrogou, para o dia 13 de março, o período de inscrições para o processo Seletivo Simplificado para contratação de pessoal, por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), para as funções de professor da Educação Profissional e de preceptor de estágio de Enfermagem das unidades escolares da rede estadual, conforme edital nº 006/2017.

Também foi prorrogado o prazo para a mesma data (13/3), da inscrição para o processo seletivo, via REDA, para as funções de apoio administrativo, técnico pedagógico a discentes com deficiência das unidades escolares, relacionadas ao edital Nº 007/2017. Foi igualmente prorrogado até o dia 13/03, o prazo de inscrição do processo seletivo, via REDA, para a função de professor para vagas temporárias decorrentes dos afastamentos dos professores titulares das unidades escolares, conforme o edital nº 008/2017.

Das vagas
São ofertadas 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a Técnicos de Atendimento Educacional Especializado, Tradutor/Intérprete de Libras, Cuidador Educacional, Braillista e Instrutor de Libras.

Clique aqui para acessar o edital e fazer as inscrições 

 

Secretaria divulga diretrizes para eleição dos colegiados escolares

eleiçãoAs escolas da rede pública estadual de ensino já podem iniciar a mobilização dos membros da comunidade escolar para participar da gestão da escola. Trata-se da eleição do Colegiado Escolar biênio 2017/2019, que será realizada nas escolas, no período de 8 a 12 de maio. Nesta quinta-feira (8/3), foram divulgadas no Diário Oficial do Estado, as diretrizes e os procedimentos básicos para o processo eletivo do Colegiado Escolar nas unidades de ensino.

O Colegiado Escolar tem a função de promover a participação e acompanhamento das ações pedagógicas, administrativas e financeiras da escola. Ele é composto pelo diretor da escola e representantes de professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis.

De acordo com a Coordenadora de Articulação dos Núcleos Territoriais de Educação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Andréa Liger, em relação aos familiares, para participar do colegiado, os interessados devem entrar em contato com a direção da escola e se informar sobre os procedimentos. “Já estamos preparando a equipe técnica que vai realizar a formação dos gestores escolares, por meio de encontros, em todos os NTEs, com o objetivo de formar as Comissões Eleitorais Escolares”, destaca.

A coordenadora também informa que, a partir dessa formação com os gestores das unidades de ensino, serão realizadas as atividades nas escolas para a eleição. “A importância dessa ação é a possibilidade que toda a comunidade escolar tem de se fazer representada nos processos decisórios da escola e a possibilidade de colaborar para a melhoria da qualidade da escola pública”, conclui a coordenadora.

 

Fonte: Ascom Educação

Ministério da Educação anuncia mudanças no Enem

projeto-orientacao-vocacional2O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciaram, na manhã desta quinta-feira, 9, em coletiva de imprensa, as mudanças previstas para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017.
O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou a importância do debate e das mudanças para o aprimoramento do exame. “Com essas medidas, nós estamos buscando um aperfeiçoamento operacional do exame e deixaremos prontas todas as adequações futuras pelas quais o Enem terá que passar em decorrência da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que nós esperamos que esteja pronta este ano”, destacou.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, revelou que um dos pontos fortes da mudança é o reforço na segurança do candidato e do resultado do Enem. “Agora, o participante vai se sentir extremamente confortável por poder realizar a prova identificada. Ele vai realizar a prova com o nome dele e o cartão de resposta também terá sua própria identificação. Isso aumenta muito a segurança de cada participante.”

Confira as mudanças:
Datas – A partir de agora, o Enem – que continuará sendo realizando em dois dias e no formato de provas impressas – passa a ser aplicado em dois domingos seguidos, e não mais em um único fim de semana.

Redação ­– Também atendendo a milhares de solicitações, a redação passa a ser realizada no primeiro domingo, juntamente com as provas de linguagem, código e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos. No segundo domingo serão realizadas as provas de matemática e ciências da natureza e suas tecnologias, com 4 horas e 30 minutos de duração.

Certificação – O Enem deixa de certificar o ensino médio, o que volta a ser feito pelo Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja), que é o exame adequado para esse fim, em uma parceria com estados e municípios.

Segurança – Os participantes receberão cadernos de questões personalizados (identificado com seu nome e número de inscrição), juntamente com os cartões de resposta encartados na prova, com seu nome e número de inscrição. Até 2016, os participantes recebiam o cartão de resposta separado da prova e faziam a identificação com a cor de sua prova. A novidade dos cadernos personalizados reforça a segurança dos quatro cadernos diferentes e identificados por cores.

Atendimento – A aplicação em dois domingos soluciona a situação dos sabatistas, que acessavam o local de prova no mesmo horário dos demais, mas só começavam a responder as questões às 19h. Os participantes que guardam o sábado por questões religiosas, e representaram 76 mil inscrições em 2016, não ficarão mais submetidos ao confinamento de 5 horas.

Outra mudança é em relação ao atendimento especializado. A solicitação de tempo adicional deverá ser feita no ato da inscrição e não mais na hora da prova. As pessoas com deficiência e que, por esse motivo, precisam de tempo extra, terão que inserir um documento comprobatório que motive a solicitação desse atendimento.

Isenção – O Ministério da Educação seguirá concedendo a gratuidade para concluintes do ensino médio de escolas públicas e pessoas contempladas pela Lei 12.799/2013, que dispõe sobre a isenção de pagamento de taxas para inscrição em processos seletivos de ingresso nos cursos das instituições federais de educação superior. Passam a ser beneficiados os cadastrados no CadUnico junto ao Ministério de Desenvolvimento Social e Reforma Agrária.

A comprovação, a partir do Enem 2017, será mais completa. O participante deverá informar, no ato da inscrição, seu número de Identificação Social (NIS). O sistema de inscrição permitirá busca automática. Em situação excepcional, o participante poderá declarar que atende às condições do decreto e da lei que permitem a gratuidade, mas se for verificado que a declaração é inverídica o candidato pode ser eliminado em qualquer etapa do processo. Até 2016, o benefício era concedido mediante autodeclaração e não havia nenhuma verificação da conformidade da informação.

Em 2016, os pagantes representaram 23% (2 milhões) do total de inscritos e 77% dos inscritos não pagaram a taxa. Desses, 59% tiveram a carência deferida por comprovarem baixa renda e 18% por estudarem em escola pública.

Consulta – Disponível de 18 de janeiro a 17 de fevereiro, a consulta pública sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve 601.352 respostas. A população foi consultada sobre três aspectos. A primeira pergunta questionava se a aplicação deveria manter o formato atual, em dois dias, ou ser realizada em apenas um dia, com uma prova de até 100 questões e redação, e 5 horas e 30 minutos de duração. Trinta e seis por cento dos respondentes votaram por prova em um dia, mas a maioria, 63,7%, preferiu a manutenção em dois dias.

A segunda pergunta complementava a anterior ao consultar a população se, caso o exame continuasse sendo aplicado em dois dias, quais deveriam ser essas opções. Quarenta e dois por cento votaram por provas em dois domingo seguidos, 34% por domingo e segunda-feira (que se tornaria um feriado escolar), e 23%, a minoria, votaram pela manutenção das provas no sábado e domingo de um mesmo fim de semana. A terceira questão buscou a opinião dos brasileiros sobre a aplicação do Enem por computador, mas 70% votaram contra. Também foi dada ao participante a oportunidade de fazer sugestões para o aprimoramento do exame em um texto de, no máximo, 300 caracteres.

Enem 2017
As inscrições para o Enem 2017 serão realizadas entre 8 e 9 de maio. Segundo o MEC as provas estão previstas para os dias 5 e 12 de novembro, dois domingos. O Enem 2017 terá seu resultado divulgado em 19 de janeiro de 2018 e continuará oferecendo resultados por área de conhecimento, individual de cada participante e da base consolidada para uso nos programas governamentais Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Financiamento Estudantil (Fies) e Universidade para Todos (ProUni), entre outros. Mas não haverá mais resultado do Enem por escola. O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) do ensino médio passará a ser universal e não mais amostral para escolas públicas e privadas. Isso permitirá o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) por escola.

*Com informações do MEC

Estudantes comemoram Dia Internacional da Mulher com atividades nas escolas

17212047_909894282380371_1213128357341375461_oDebater a importância de se construir uma sociedade com relações de equidade entre os gêneros e o papel social da mulher são algumas das propostas das escolas da rede estadual em celebração ao Dia Internacional da Mulher.

Nesta perspectiva, estudantes do Colégio Estadual da Cachoeira realizaram, nesta quarta-feira (08/03), uma caminhada pelas ruas da cidade com cartazes e palavras de ordem.

No Colégio Estadual Rômulo Galvão, em São Félix foi realizada oficina de cartão, exibição do vídeo e um aulão que girou em torno da história por trás do Dia Internacional da Mulher.

Já no Landulfo Alves de Almeida, em Cruz das Almas, foi promovida uma roda de conversa norteada pelo tema “Sustentabilidade Feminina”. “Nós partimos do pressuposto de que sustentabilidade é um termo muito amplo e a partir dessa temática, mulheres de destaque na comunidade cruzalmense versaram sobre o papel social e econômico da mulher na sociedade, sobre aspectos emocionais e familiares”, explica Roberta Evelyn Passos da Silva, vice-diretora da escola. “Acredito que essas discussões são sempre necessárias para fomentarmos a reflexão acerca do papel social da mulher”, complementa.

O Colégio Estadual Jonival Lucas, em Sapeaçu, celebrou o dia da mulher promovendo um momento de interação com músicas alusivas, apresentação de cordel e entrega de mensagens.

O Dia Internacional da Mulher também ensejou ações no Colégio Estadual Kleber Pacheco, no Distrito de São Roque do Paraguaçu, em Maragogipe. Foi realizada uma roda de conversa sobre violência doméstica, feminícidio e a objetificação da mulher.

“Os temas tratados estão em evidência na sociedade e a informação é fundamental para a mudança de postura das pessoas”, disse Gerusia Nascimento dos Santos, estudante do Kleber Pacheco.

Para a diretora da escola, Alessandra Fausto, os temas abordados sensibilizaram os estudantes. “A iniciativa possibilitou o envolvimento e a participação dos alunos no processo de conscientização dos problemas enfrentados pela mulheres e lhes proporcionou uma nova visão do papel da mulher na sociedade”.

Secretaria da Educação do Estado prorroga prazo de adesão ao Programa Todos pela Alfabetização

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Secretaria da Educação do Estado prorrogou até a próxima sexta-feira (10) o prazo para que as prefeituras e entidades dos movimentos social e sindical de toda a Bahia possam aderir à décima etapa do Programa Todos Pela Alfabetização (TOPA). Com o TOPA, 1,4 milhão de jovens acima de 15 anos, adultos e idosos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, foram alfabetizados na Bahia.

Para a adesão, as prefeituras já parceiras ou interessadas podem entrar em contato com o setor de Sistema do Programa TOPA, através do e-mail topa.sistema@educacao.ba.gov.br para posterior liberação de acesso ao Sistema Gestão TOPA. Em seguida, devem preencher o formulário, disponível no sistema pelo site www3.sec.ba.gov.br/gsec/gestaotopa, e imprimir duas vias do Termo de Adesão assinadas pelo prefeito e secretário municipal de educação. O termo e a documentação devem ser encaminhados, via Sedex, para a Coordenação de Avaliação e Monitoramento do Programa TOPA, até às 18h, da data limite, para o seguinte endereço: Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Coordenação de Programa Especiais (COPE), Programa Todos pela Alfabetização (TOPA), Avenida Luiz Viana Filho, nº 550, 5ª Avenida, 4º andar, Centro Administrativo da Bahia – CAB/Salvador – BA, CEP: 41.745-004.

Com relação às entidades que tenham interesse em firmar a parceria com o Programa, devem se dirigir aos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e procurar o supervisor territorial para o processo de adesão. Posteriormente, a Coordenação de Avaliação e Monitoramento enviará ofício informando sobre a aprovação ou não da entidade. Caso sejam aprovadas, as instituições parceiras serão autorizadas a realizar o cadastramento dos alfabetizandos, a partir da definição de metas para cada município, pela Coordenação Geral do programa.

Fonte: Ascom Educação

 

Secretaria apresenta plano de trabalho para diretores dos 27 NTE

pinheiro1Os diretores dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), participaram de encontro para apresentação do plano de trabalho para os anos de 2017/2018 e contribuições do planejamento estratégico da Secretaria da Educação do Estado.  Foram dois dias (20 e 21/2) de reuniões, que contaram com a participação do secretário da Educação da Bahia, Walter Pinheiro, e gestores. O enfoque principal foi o fortalecimento do eixo pedagógico nas unidades e da relação entre os NTE e a Secretaria, assim como, as novidades e parcerias que irão auxiliar a educação em toda a rede estadual.
Para o secretário, os núcleos têm que contribuir na reformulação da educação, partindo de uma gestão que respeite o conceito territorial. Pinheiro pautou como principal desafio da Educação o desenvolvimento do eixo pedagógico e disse que a secretaria está trabalhando para que todas as escolas passem a contar com uma coordenação pedagógica. “Pedagogia não é uma agenda. Toda escola com coordenação pedagógica é o desafio pautado para toda a Secretaria da Educação, que se coloca como ferramenta, como apoio”, afirmou.
Pinheiro ainda falou sobre como secretaria pretende aumentar a aproximação com os Núcleos. “Estamos criando a Coordenação de Núcleos Territoriais com a função de ampliar essa relação, dando todas as condições para realizarmos um trabalho focado nos aspectos específicos de cada território”. Outra iniciativa destacada é a reestruturação do Instituto Anísio Teixeira, que passará a atuar na formação de professores de forma territorial, em parceria com as universidades públicas estaduais e federais na Bahia, além dos institutos federais.
A diretora Solange Sampaio, do Núcleo Territorial de Educação do Litoral Sul (NTE 5), falou sobre a importância do encontro. “Essa reunião foi fundamental pois apresenta as ações da secretaria para efetivar as atuações dos Núcleos em suas regiões. Ficamos muito satisfeitos pela criação da coordenação, pois é algo que já vínhamos sinalizando essa necessidade e nesse momento é anunciado essa aproximação tão esperada”, enfatizou.
Já para o diretor Ricardo Moraes, do Núcleo Territorial de Educação do Sudoeste Baiano (NTE 20), o momento “foi essencial pois mostra o perfil desta gestão que dá um novo redimensionamento no sentimento da escola, resgatando o perfil pedagógico e o papel da escola”, pontuou.
Projetos
O secretário também apresentou novos projetos que serão desenvolvidos na rede estadual, como o projeto Inove Educação, desenvolvido em parceria com o Google para a disponibilização gratuita da plataforma Google Apps para Educação.  O aplicativo Google Sala de Aula disponibiliza um Ambiente Virtual de Aprendizagem de última geração, dinamizando os processos de ensino e aprendizagem e configurando uma rede social de conhecimentos que integra estudantes e professores.
Pinheiro ainda citou a implantação de novos Centros Juvenis de Ciência e Cultura, hoje presentes em cinco municípios; das Escolas Culturais, que disponibilizarão cursos e ferramentas para fomentar a produção audiovisual, além de salas de exibição; dos Escritórios Criativos, para fomentar o empreendedorismo; o desafio de conectar todas as escolas através da banda larga; além da realização do Virtual Educa 2018, na Bahia.
O secretário informou que serão investidos mais de R$ 90 milhões para assegurar a recuperação e a manutenção de escolas, além de novos investimentos em mobiliário, bibliotecas, material didático e de R$ 32 milhões na aquisição de gêneros alimentícios da Agricultura Familiar.
Fonte: Ascom Educação

Escolas de Santo Antônio e Sapeaçu entram no clima do Carnaval

carnavalOs estudantes do Colégio Estadual Eliel Martins, em Sapeaçu, estão entrando no clima do Carnaval.   Máscaras, fantasias diversas e confetes serão utilizados para alegrar as principais ruas da cidade com o “grito de carnaval”, nesta quarta-feira (22/02). Com o tema “Colégio Eliel Martins na história, criatividade e folia”, o projeto é um dos que serão desenvolvidos durante a primeira unidade.

“Considerando que no interior não temos a cultura do carnaval tão forte, o nosso objetivo é proporcionar um pouco dessa vivência aos estudantes”, pontua Ednaldo Barreto da Silva, vice-diretor da escola.

Para Laísa Oliveira Santana, 16 anos, o projeto é uma oportunidade para sentir o clima do carnaval mais de perto. “Além disso, incentiva a integração entre as turmas, reforçando o trabalho em equipe”, pondera a estudante.

A alegria do Carnaval também vai invadir o Colégio Estadual Maria Conceição Costa e Silva de Oliveira, em Santo Antônio de Jesus, na próxima quinta-feira (23/02). A temática “Carnaval é alegria” norteará atividades lúdicas que envolverão desfile de fantasias e baile ao som de marchinhas tradicionais.

Já no Centro de Apoio Pedagógico Aurélio Pires, também em Santo Antônio, o 8° Grito de Carnaval irá animar o dia dos estudantes.

 

Secretaria orienta estudantes sobre conservação de livros

 Foto: Claudionor Jr - Ascom Educação


Foto: Claudionor Jr – Ascom Educação

Os livros didáticos são indispensáveis para o processo de ensino e de aprendizagem, se tornam parte da rotina diária dos estudantes e em muitos casos são reaproveitados de uma série para outra por estudantes diferentes. Nesse sentido, a Secretaria da Educação do Estado presta algumas orientações para evitar o desgaste do material e que contribuem para a conservação desta importante fonte de conhecimento.

Forrar os livros é uma ótima alternativa para a conservação. Os estudantes podem utilizar plásticos e outros matérias como diferentes tipos de papeis para customizar as capas. Podem utilizar até fotografias. A ideia, segundo a coordenadora do Livro Didático da Secretaria da Educação do Estado, Alessandra Santana, é deixar a criatividade fluir para proteger os livros.
“É necessário que as unidades escolares promovam uma constante ação de conscientização por meio dos professores, colegiado escolar, líderes de classe e familiares para que os livros sejam bem conservados. Sugerimos que sejam produzidos cartazes com orientações, organizar o Dia do Encapamento para que os alunos usem a criatividade dentro da disciplina de Artes, promover concursos de capas e premiar as turmas com o maior número de livros bem conservados”, recomenda Alessandra Santana.
A coordenadora ressalta a importância da participação da família no cuidado com o material didático dos filhos. “Os pais também podem fiscalizar e conscientizar os estudantes, orientando-os a manter os livros em local apropriado, arejado e sem umidade. Além disso, não devem riscar, rasurar ou rasgar as páginas e capas, porque os mesmos serão devolvidos para serem reutilizados por outros estudantes, seguindo o triênio da campanha”, esclarece.
Os livros didáticos são solicitados pelas escolas diretamente ao Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE) e todos os exemplares disponibilizados são aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Uma vez entregues, passam a ter dominialidade das escolas, que realizam a entrega aos estudantes.
Fonte: Ascom Educação