Estudantes monitores do Mais Estudo em Ilhéus fazem livro digital sobre a pandemia nas distintas linguagens artísticas

Com a participação dos monitores de Língua Portuguesa do programa Mais Estudo, o Colégio Estadual do Iguape, em Ilhéus, disponibilizou o livro digital “A arte em tempos de pandemia”, que compila as atividades remotas desenvolvidas pelos estudantes nas disciplinas de Português, Artes, Diversificada e História. A publicação tem o objetivo de registrar um momento histórico, inspirado na situação de pandemia que a sociedade está vivendo, por meio de expressões artísticas como poemas, desenhos, esculturas, fotografias, colagens , pinturas e charges, entre outras.
A professora de Língua Portuguesa, Vívian Feitosa, explicou como surgiu a proposta do livro. “Os educadores produziram rotinas de atividades monitoradas, que têm o objetivo de fortalecer o elo entre a escola e o estudante, para que se sintam acolhidos, estimulados com os estudos e criem expectativa de forma positiva para o retorno às aulas. Deste trabalho, resultou um rico material multidisciplinar. Daí, surgiu a ideia, capitaneada pelo diretor da unidade escolar, Alessandro Marques, de fazer a junção das duas atividades, aproveitando o material produzido pelos estudantes e os conhecimentos adquiridos pelos monitores do programa Mais Estudo para realizar a publicação”, disse.
Acesse o livro digital – https://www.livrosdigitais.org.br/livro/144871SUHD7RAFV?page=0
A estudante Ysis Souza, monitora do Mais Estudo, falou da experiência de trabalhar na produção do material literário. “A oportunidade de criar um livro de poemas foi muito boa e interessante. Apesar de ser a primeira vez, não tive muita dificuldade, por já lidar com os aplicativos digitais. O livro foi criado por mim, em conjunto com os outros monitores e a professora Vívian. Cada um fez a sua parte, tudo on-line, através do grupo do WhatsApp, colaborando para a elaboração e construção da obra, sempre com o auxílio da professora”, detalhou.
Para o estudante Murilo Vinícius Brito, também monitor do Mais Estudo, o projeto foi uma boa fonte de aprendizagem. “A atividade proposta de fazer um livro foi uma ideia excelente, que nos possibilitou a experiência de editar, fazer correções e tudo o mais que se faz em um livro. Aprendi muito e tenho vontade de continuar aprendendo e produzindo muito mais. E que surjam novas oportunidades, porque nem todos têm este privilégio”.
*Mais Estudo -* O programa foi lançado em 2019, pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), e contempla, com uma bolsa de R$ 200 por mês, estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da 1ª a 3º ano do Ensino Médio e da 4ª série da Educação Profissional, para que possam dar monitoria em Língua Portuguesa e Matemática. “Além de ser uma ação pioneira no Brasil, em termos de escala e formato, é uma das experiências mais interessantes que vêm acontecendo na nossa rede, tanto pela sua importância pedagógica, quanto pela valorização do protagonismo juvenil. Porque, mesmo durante o isolamento, conseguimos envolver mais de oito mil estudantes em um processo de `letramento digital´ e uso de múltiplas ferramentas que consideramos bem sucedido, pois envolveu o desenvolvimento de produções artesanais e o uso de e-mails, de Ambientes Virtuais de Aprendizagem, salas virtuais e grupos de Whatsapp”, destacou a superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Brito. 
Fotos: Divulgação

ENEM: Secretaria da Educação do Estado alerta que as inscrições se encerram nesta sexta-feira (22)

A Secretaria da Educação do Estado alerta que as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) se encerram nesta sexta-feira (22) e podem ser realizadas através do site https://enem.inep.gov.br/participante/. O anúncio do adiamento é referente apenas às provas que aconteceriam em novembro. A inscrição é gratuita para todos os estudantes da rede pública e o exame é a principal forma de acesso ao Ensino Superior, pois possibilita aos inscritos concorrerem a vagas em universidades pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU).

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram, nesta quarta-feira (20), pelo adiamento da aplicação das provas do ENEM nas versões impressa e digital, que estavam marcadas para acontecer em novembro. A nova data, que não foi definida, será condicionada a uma enquete com os estudantes inscritos no ENEM 2020, previsto para o mês de junho.

ENEM segue com inscrições abertas até sexta-feira (22)

Os estudantes da rede estadual têm até esta sexta-feira (22) para realizar as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), através do site https://enem.inep.gov.br/participante/. O ENEM é a principal forma de acesso ao Ensino Superior, pois possibilita aos inscritos concorrerem a vagas em universidades públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU).

Visando contribuir para assegurar a participação dos estudantes no ENEM, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) está orientando as escolas para que os auxiliem neste processo, principalmente aqueles que não têm acesso a computadores e à internet para a realização da inscrição. “É fundamental contarmos com os nossos gestores, professores e coordenadores pedagógicos e a sociedade em geral no apoio das inscrições dos nossos estudantes. Realmente, é um apelo, pois temos sempre que pensar no que é melhor para os nossos estudantes. E poder mobilizar e garantir que eles participem do ENEM é uma responsabilidades de todos”, ressaltou o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues.

Ações estratégicas – Para contribuir com a preparação dos estudantes neste período de suspensão das aulas, em virtude da pandemia, a SEC desenvolve uma série de ações e projetos estratégicos. Por meio do  ENEM 100%, por exemplo, são disponibilizados no Portal da Educação diversos materiais elaborados por professores da rede estadual e por instituições parceiras, tais como a plataforma da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Ensino Médio (https://ensinomediodigital.fgv.br/) e o Curso ENEM Gratuito (https://cursoenemgratuito.com.br/).

Também estão disponíveis conteúdos preparatórios por meio do projeto Universidade para Todos –  Estude em Casa, desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). Já a Plataforma Anísio Teixeira (http://pat.educacao.ba.gov.br/), que contém mais de 10 mil conteúdos digitais educacionais e aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), recebeu o aporte de conteúdos construídos com as 12 Instituições Públicas de Ensino Superior (IES) na Bahia (UNEB, UEFS, UESB, UESC, UFBA, UFOB, UFRB, UNILAB, UFSB, UNIVASF, IFBAIANO E IFBA).

Os estudantes também podem se preparar assistindo à programação da TVE Bahia, que exibe diariamente, das 13h às 15h, o programa Estude em Casa (em parceria com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho) e A Hora do ENEM, às 18h, produzido pela TV Escola.

Foto: Divulgação

Secretaria disponibiliza cursos e conteúdos gratuitos para educadores em parceria com FGV e universidades públicas

Para auxiliar e ampliar o conhecimento dos educadores da rede estadual de ensino neste período de isolamento social, por conta da prevenção ao novo Coronavírus (COVID-19), a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) está ofertando mais de 300 cursos e conteúdos gratuitos em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), as universidades públicas e os institutos federais de ensino. Os cursos, que podem ser acessados na Plataforma Anísio Teixeira, por meio do link: (http://pat.educacao.ba.gov.br/home/ipes), foram apresentados nesta quarta-feira (20), durante uma live realizada no canal Educação Bahia, no YouTube. Na plataforma, além dos cursos, os educadores encontram diversos conteúdos, a exemplo de vídeos, oficinas e podcasts, entre outros.

A transmissão mediada pela diretora geral do Instituto Anísio Teixeira (IAT), Cybele Amado, contou com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues; do diretor do Centro de Desenvolvimento da Gestão Pública e Políticas Educacionais da Fundação Getulio Vargas (FGV), José Henrique Paim; do diretor da FGV In Company, João Lins; e da diretora da Fundação SM Brasil, Pilar Lacerda, além do diretor de Inovação e Tecnologia do IAT, Iuri Rubim.

O secretário Jerônimo Rodrigues ressaltou a importância da iniciativa para a formação dos professores. “A nossa expectativa é estar constantemente em uma agenda presente na vida dos professores, seja de uma forma mais incisiva e direta na rede estadual ou de uma forma parceira. Isso que estamos fazendo aqui hoje, disponibilizando conteúdos e cursos para professores, está fortalecendo o nosso vínculo e agradeço muito por estas parcerias. Gostaria de parabenizar os pedagogos pelo seu dia, pois são profissionais muito importantes para nós, que somos educadores, mas  em especial, para aquelas pessoas que assumem a função de gestor da Educação e que têm um lugar de destaque na construção, avaliação e execução de currículos”.

Para o diretor da FGV, José Henrique Paim, a parceria com a SEC é fundamental para o desenvolvimento da Educação. “A nossa parceria com a Secretaria da Educação representa justamente esse esforço que a gente tem feito de aproximação para que a gente possa, cada vez mais, cumprir a missão da FGV. Também representa o reconhecimento do trabalho que vem sendo desenvolvido na Secretaria, que vai na direção daquilo que nós imaginamos que seja essencial para a educação brasileira, que é justamente fazer com que as gestões das secretarias se voltem, cada vez mais, para a aprendizagem”, salientou.

Durante a transmissão, a diretora da Fundação SM Brasil, Pilar Lacerda, fez uma apresentação com o tema “Liderança e gestão participativa: colaboração em tempos de crise”. “A gente não nasce líder, mas se torna e, para isso, precisamos ter um espírito democrático. Compartilhar e legitimar as decisões e, mais do que isso, fazer com que elas sejam conhecidas por todos, são mecanismos democráticos, que legitimam os nossos trabalhos e a gente cria uma equipe que é capaz de colocar em prática porque se reconhece naquelas decisões, pois um líder não trabalha sozinho”, destacou.

O diretor da FGV In Company, João Lins, destacou os cursos ofertados pela fundação. “Esta iniciativa se conecta de maneira direta com o propósito da fundação, que é colaborar com o desenvolvimento econômico e social do país e em um momento como este, para nós, é uma satisfação muito grande poder contribuir de alguma forma para apoiar o desenvolvimento dos educadores da Bahia. Estamos ofertando 84 cursos e que serão atualizados periodicamente, dentro de uma estratégia de democratização do acesso a conteúdos educacionais de alta qualidade e que estão vinculados às áreas de expertise da FGV. São cursos nas áreas de Gestão, Economia, Tecnologia, Matemática, Ciências Sociais, ou seja, de onde as unidades da fundação têm produção de conhecimento relevante”, informou.

Plataforma Anísio Teixeira – Desenvolvida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a Plataforma Anísio Teixeira abriga mais de 10 mil recursos educacionais, produzidos ou catalogados por educadores da rede pública de ensino da Bahia. Responsiva, a plataforma pode ser acessada do computador, tablet ou celular. Entre os conteúdos estão jogos, vídeos, sequências didáticas, aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), Canal das Universidades e Sugestões de Rotinas de Atividades.
Foto: Divulgação

Rui Costa suspende aulas por mais 15 dias na Bahia

As aulas da rede estadual de ensino serão prorrogadas por mais 15 dias, a partir do dia 3 de maio, conforme anunciou o governador Rui Costa, na noite desta terça-feira (28).

 No Dia Internacional da Educação, Rui pediu tranquilidade por parte da comunidade escolar e enfatizou que o mais importante, na atual conjuntura de pandemia do novo Coronavírus, é preservar vidas.

O governador falou em reposição presencial das aulas, com a elaboração de um novo calendário escolar, mesmo que sejam usados dias do recesso junino e que as aulas entrem no ano de 2021.

O governador destacou, também, que os estudantes não podem ser prejudicados no processo de aprendizagem, ao ressaltar que as aulas on-line, adotadas em algumas redes de ensino, não se aplicam à realidade da maioria dos estudantes da rede estadual de ensino, que não tem acesso à internet ou moram em áreas remotas da Bahia.

“O Estado não tem condições de padronizar aulas pela internet na rede estadual, a maioria dos alunos é de baixa renda e de menor poder aquisitivo. Não dá para substituir aula presencial por aula pela internet”, argumentou Rui Costa, acrescentando que  “não deixaremos nenhum jovem para trás”.

Ao todo, 800 mil estudantes da rede estadual estão sendo beneficiados com R$ 55, destinados para a compra de gêneros alimentícios, totalizando R$ 44 milhões de recursos do Governo do Estado. Na primeira etapa, o vale-alimentação foi destinado para 284 mil estudantes de Salvador e mais 21 cidades.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, disse que a Secretaria da Educação do Estado e as escolas desenvolvem uma série de atividades para contribuir com a aprendizagem dos estudantes. “Ampliamos os conteúdos digitais educacionais no Portal da Educação, em parceria com universidades; disponibilizamos roteiros de estudo; e os estudantes podem assistir às aulas na TVE, em parceria com o Canal Futura. Temos, ainda, iniciativas que envolvem os programas Mais Estudo e Universidade para todos, bem como a formação de gestores e educadores das redes estadual e municipais. As escolas também desenvolvem ações solidárias envolvendo estudantes e as famílias,  entendendo que é preciso o isolamento social para vencer a COVID-19”, destacou o secretário, ao ressaltar que a reposição das aulas será dialogada com os diferentes sujeitos da Educação.

Foto: Claudionor Jr

Governo do Estado determina suspensão das aulas por 30 dias em Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro

O governador Rui Costa anunciou, na tarde desta segunda-feira (16), uma série de medidas que visam conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19) na Bahia. As ações serão publicadas em decreto na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (17). O ponto principal do decreto é a suspensão das aulas por 30 dias na rede estadual de ensino em Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro, cidades que registraram casos de coronavírus, já a partir de terça-feira (17).

“Ao longo da semana, iremos monitorar a situação em outras cidades e esta medida poderá ser ampliada. Continuaremos a agir com responsabilidade e serenidade para conter e garantir assistência à saúde pública aos baianos e baianas”, destacou Rui. Ainda segundo o governador, os eventos que reúnam mais de 50 pessoas em Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro estão suspensos, sejam de cunho religioso, político ou cultural.

Rui ainda determinou a higienização especial para todos os transportes públicos na Bahia. “A medida irá valer para o transporte municipal de cada cidade, intermunicipal, interestadual e mesmo para todos os transportes escolares, sejam eles privados ou públicos feitos pelas prefeituras”.

Também fica estabelecida a medição da temperatura das pessoas que chegam ao estado da Bahia pelos aeroportos, Rodoviária de Salvador e rodovias federais que dão acesso, principalmente, aos passageiros que vêm de São Paulo e Rio de Janeiro.

De acordo com o governador, serão instalados postos avançados na BR-116, BR-101 e na BR-242, que ligam a Bahia ao centro-oeste do país. Caminhões e ônibus serão parados para que a medição da temperatura dos passageiros seja realizada. Aqueles que apresentarem temperatura elevada ou febre não terão a entrada permitida no estado. Caso seja baiano, será orientado sobre os procedimentos que deve adotar.

Também fica suspenso o recadastramento de pensionistas e inativos do Estado da Bahia que é realizado mensalmente. O procedimento ficará suspenso por 90 dias, a partir desta terça-feira (17). As férias e licença-prêmio de todos os profissionais de saúde da Bahia também ficam suspensas e serão reprogramadas posteriormente.

Estudantes celebram o Mês da Mulher com abordagens sobre empoderamento, feminicídio e igualdade de gênero

Em celebração ao Mês da Mulher, que tem no comemorativo 8 de março o Dia Internacional da Mulher, os colégios da rede estadual estão realizando uma série de ações voltadas a temáticas dedicadas às conquistas sociais e às lutas femininas por um mundo mais igualitário e que combata a violência contra a mulher. Dentre as atividades realizadas estão palestras, rodas de conversa, oficinas e a oferta de serviços de saúde para a comunidade. Empoderamento feminino, feminicídio e igualdade de gênero estão entre as temáticas abordadas.

O Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Saúde Anísio Teixeira, no bairro da Caixa D´Água, em Salvador; o Centro Estadual de Educação profissional (CEEP) em Saúde Tancredo Neves e o Colégio Estadual Teixeira de Freitas, ambos no município de Senhor do Bonfim; e o Colégio Estadual Noêmia Rêgo, no bairro de Valéria, são exemplos de unidades engajadas no Mês da Mulher.

No CEEP em Saúde Anísio Teixeira, onde as atividades prosseguem até sexta-feira (13), temas como feminicídio, sexualidade, endometriose e políticas públicas estão sendo discutidos pela comunidade escola. A professora articuladora Luciana Barboza destaca que a programação na unidade gira em torno do tema “Mulheres e suas diversas faces”. “Buscamos atingir o maior número de pessoas, envolvendo todas as raças, origens e profissões, com o objetivo de valorizar a mulher e conscientizar os estudantes sobre a luta contra a violência e a importância de persistir nos estudos visando o futuro profissional”.

A estudante Stephanie Emily Ribeiro, 4º ano do curso técnico de Análises Clínicas, falou sobre a importância das comemorações no ambiente escolar. As atividades que estão acontecendo no CEEP contribuem para que a gente ganhe mais consciência sobre o nosso valor e que o sentimento da sororidade entre nós se fortaleça para que a gente possa ver na outra mulher como a si própria”.

No Colégio Estadual Noêmia Rêgo, o março dedicado à mulher traz à tona temas como empoderamento, pertencimento e racismo, por meio de palestras e debates. Na quarta-feira (11), o destaque foi a roda de conversa com a ex-aluna Luana Vitrin, que compartilhou com os estudantes da unidade a sua experiência de vida como mulher negra, pobre, nascida na periferia, e que se tornou modelo a partir da sua aparição no Programa Hora do Faro, exibido pela Rede Record, e cuja trajetória inspira muitas estudantes.

É o caso de Michele Vitória Gomes, 15, do Tempo Juvenil IV (8º e 9º ano), uma adolescente negra e alta (1,75) e que aspira ser modelo. “A palestra de Luana me inspirou ainda mais a não desistir nunca dos meus sonhos”. A colega Caroline Araújo dos Santos, 19, 3º ano do curso técnico de Logística, ressaltou a importância do Mês da Mulher. “Atividades como esta empoderam as mulheres e nos faz persistir na luta pelos nossos sonhos de fazermos e estarmos onde quisermos, independentemente de raça, religião ou situação econômica”.

No Colégio Estadual Teixeira de Freitas e no CEEP de Saúde Tancredo Neves, em Senhor do Bonfim, as atividades foram iniciadas na segunda-feira (9), nos três turnos. Na programação, palestras, roda de conversa, sarau, exibição de filme e distribuição do material da campanha “Respeita as minas”.
Foto: Divulgação

Estudantes participam da II Feira Literária do Poeta (FLIPO) em Castro Alves

Os estudantes estão participando da segunda edição da Feira Literária do Poeta (FLIPO), que foi iniciada na quarta-feira (11) e prossegue até sábado (14), no município de Castro Alves, no Recôncavo Baiano. Temas como inclusão e sustentabilidade estão sendo focados na FLIPO 2020 com o objetivo de consolidar o evento como um espaço de educação, arte e cultura para crianças e jovens. O evento é realizado pela prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação, e conta com o apoio da Secretaria da Educação do Estado (SEC).

Oficinas de leitura, recital de poesias, roda de prosa, mesas de discussões sobre aspectos históricos e culturais do município e da Bahia, apresentações culturais e show de talentos são algumas das atrações da II Feira Literária do Poeta. O coordenador executivo de Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes, presente na abertura do evento, falou sobre a importância da FLIPO para a Educação. “O evento abre o calendário de festas e feiras literárias 2020 e apresenta uma rica e ampla programação. Este é um espaço para o fortalecimento do acesso ao livro e da leitura e consequentemente um ambiente de aprendizagem para os estudantes”.

A FLIPO 2020 homenageia o escritor Jorge Amado, que fez uma louvação ao poeta Castro Alves por meio da sua obra “ABC de Castro Alves”. Com o tema “De Antônio a Jorge uma Louvação à Bahia”, a programação é voltada para estudantes de todas as idades e para toda a comunidade local e circunvizinha. Três espaços foram especialmente preparados para comportar as diferentes atividades: Espaço Castro Alves (na Praça da Liberdade e no Casarão do Poeta); Espaço Jorge Amado (na Praça Dionísio Cerqueira); e Espaço Anísio Teixeira (no Clube Bonfim). Muitas histórias e poesias serão ofertadas para estudantes e comunidade, com a curadoria assinada por sete professores das redes municipal, estadual e particular.
Fotos: Divulgação

Professores passam por capacitação para realizar avaliações de acuidade visual nos estudantes

Os professores das escolas das redes estadual e municipal de ensino do Subúrbio Ferroviário de Salvador e profissionais das unidades básicas de Saúde que fazem parte do Programa Saúde na Escola (PSE) participaram, nesta quinta-feira (12), de uma oficina formativa com o objetivo de instrumentalizá-los para a realização da avaliação da acuidade visual (Teste de Snellen) nos estudantes identificados com possíveis problemas oftalmológicos. A capacitação foi realizada no auditório do Parque São Bartolomeu, localizado no bairro de Plataforma, em Salvador, e é uma ação conjunta entre as secretarias estaduais da Educação (SEC) e da Saúde (SESAB); as secretarias municipais de Educação (SMED) e de Saúde (SMS), de Salvador; além do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

“A intersetorialidade é uma das premissas do programa Saúde na Escola. E a ação de hoje evidencia isto, onde tivemos os poderes públicos estadual e municipal imbuídos no cumprimento desta atividade. Com isso, esperamos que as unidades escolares consigam implementar ações em prol dos nossos estudantes, no que tange à saúde ocular, uma vez que interfere diretamente nos processos de aprendizagem e que podem influenciar no percurso educativo dos nossos estudantes”, explicou o coordenador de Educação Ambiental e Saúde da SEC, Fábio Barbosa.

A atividade envolveu a participação de 52 unidades escolares (12 estaduais e 40 mancipais) e irá beneficiar, diretamente, 26.068 estudantes, sendo 11.205 da rede estadual de ensino. A SEC já disponibilizou a Escala Optométrica e o Manual Orientador para a realização do Teste de Snellen para as 615 unidades escolares da rede estadual pactuadas ao Programa Saúde na Escola. O material a ser utilizado pelos professores capacitados visa promover a saúde ocular a partir da prevenção, identificação e correção de problemas visuais dos estudantes, a fim de garantir o comprometimento do processo de aprendizagem.

A acuidade visual é o grau de aptidão do olho para identificar a capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos. A medição da acuidade visual é feita através da Escala de Sinais de Snellen, que utiliza sinais em forma de E, organizado de forma padronizada e de tamanhos progressivamente menores. Esse procedimento busca identificar entre os estudantes a existência de erros de refração que necessitarão de consulta oftalmológica.

Para a professora Vilma Weber, do Colégio Estadual Doutor Ailton Pinto de Andrade, localizado no bairro do Lobato, a realização do teste refletirá positivamente no aprendizado dos estudantes atendidos. “Esse treinamento é de suma importância para que possamos, junto com a Secretaria da Saúde, visualizar a necessidade de cada aluno individualmente, para que eles tenham um amplo desempenho educacional”, afirmou a educadora.

A médica oftalmologista da SESAB, Lilia Corrêa, que foi uma das instrutoras da atividade, falou da importância da iniciativa. “Esta ação integrada entre as secretarias é essencial no sentido de impedir que alguns educandos possam vir a ter uma perda de visão e que pode evoluir para um caráter irreversível, ou seja, uma cegueira, pela falta de uma correção ótica, que é necessária. Estou feliz em participar desta atividade importante que ajudará a corrigir patologias, como erros refração, miopia, astigmatismo e hipermetropia, para que os estudantes tenham a oportunidade de desenvolver a visão plena”, explicou.

A programação do treinamento contou com palestras sobre os temas “O programa Saúde na Escola e sua contribuição na formação integral dos sujeitos”; “Saúde Ocular e PSE – Conhecendo do fluxo da avaliação na escola à distribuição dos óculos”; “A importância da saúde ocular para os estudantes: instrumentalizando para a prática do Teste de Snellen nas escolas”. Além disso, os participantes fizeram uma atividade prática na qual aprenderam a realizar o Teste de Snellen nas unidades escolares em que atuam.

Fotos: Divulgação 

Estudantes elegem mais de 40 mil lideranças de classe nas escolas estaduais

Os estudantes das escolas estaduais de toda a Bahia elegeram, nesta quarta-feira (11), os líderes e vice-líderes de classe. Em cada unidade escolar e turno letivo, o processo eleitoral foi realizado por meio de votação nas urnas, onde os estudantes depositaram seus votos e exerceram a democracia ao escolher seus representantes de turma. A estimativa da Secretaria da Educação do Estado é que tenham sido eleitos mais de 40 mil líderes e vice-líderes em toda a Bahia. Um dos destaques no processo eleitoral deste ano foi o protagonismo feminino, com um grande envolvimento das estudantes no papel da liderança.

Uma das eleitas líder de classe é Alice Lucena Rodrigues, 17, 1º ano, do Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, localizado no bairro da Paz, em Salvador. Alice gosta tanto de representar a turma junto à gestão escolar que foi eleita pela quarta vez. “Estou muito animada para exercer a minha função devido as minhas experiências anteriores, pois acho que fiz um bom trabalho como líder. Este ano, pretendo incentivar ainda mais os meus colegas aos estudos e ajudá-los no que for preciso. Além disso, estarei à frente da organização de projetos desenvolvidos na escola”, revelou.

Agora eleitos, os líderes e vice-líderes deverão representar o interesse coletivo de suas turmas. A iniciativa visa promover o empoderamento juvenil, fazendo com que os estudantes se envolvam nas ações realizadas nas escolas, contribuindo para a gestão democrática e participativa. Dentre as atribuições de um líder, estão as seguintes: identificar as necessidades da turma; buscar a opinião dos colegas para representá-los nas tomadas de decisões; participar de reuniões com a turma e com a gestão escolar; estimular o bom relacionamento com a comunidade escolar; propor melhorias para o processo educacional; e repassar as informações e orientações divulgadas pela direção.

Para o estudante Ivys Pereira Santos, 17, 2º ano, do mesmo colégio, ser líder pela primeira vez será um desafio. “Ser um representante de turma requer muita responsabilidade. Estou disposto a dar o meu melhor e espero contar com o apoio dos meus colegas para que eu possa desenvolver um bom trabalho e um deles, na área cultural, será a implantação de um grupo de rap na escola para incentivar este estilo musical, além de outras ações para melhorar a nossa rotina escolar”, afirmou.

Interior – A eleição de líderes também movimentou o dia nas escolas do interior. O processo eleitoral e de liderança tem despertado grande interesse do estudanteRodrigo Reis, 17, que cursa o 3º ano no Colégio Estadual Félix Mendonça, no município de Itabuna, que ele foi eleito pela terceira vez. “Vou para o meu terceiro mandato como líder de classe. Gosto muito de poder ajudar os meus colegas nas demandas relacionadas à escola. Sempre participo dos projetos desenvolvidos na escola e das reuniões, principalmente, na Jornada Pedagógica, que é muito importante para o planejamento do ano letivo”, explicou.

Foto: Claudionor Jr