Secretaria da Educação promove live sobre a lei Maria da Penha no Outubro

Dentro da série de atividades de prevenção e cuidados com a saúde da mulher, promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), voltada à campanha Outubro Rosa, o destaque desta quarta-feira (7) foi o bate-papo on-line “Maria da Penha no Outubro Rosa”. Participaram do encontro a major Flávia Barreto, comandante da Ronda Maria da Penha Salvador; a superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy; e a coordenadora do Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, da SEC, Elisabete Dias, sob a mediação da psicóloga da rede estadual, Jaqueline Noronha. A live foi transmitida pelo canal do Youtube do Instituto Anísio Teixeira (IAT), no endereço https://bit.ly/3iww4Yt.

Na live, o foco foi a atuação da Ronda Maria da Penha e a violência doméstica e familiar contra a mulher. “O objetivo deste encontro foi, justamente, desmistificar paradigmas, debater os diversos tipos de violência, apresentar a rede de apoio, formas de enfrentamento e entender um pouco mais sobre o impacto da violência contra o gênero feminino. A nossa proposta é abrir a temática feminina sob vários olhares e entender que prevenir e combater a violência é também cuidar da saúde da mulher”, destacou a superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy, ao abrir o encontro virtual.

A major Flávia Barreto falou da importância de discutir o tema da violência doméstica com a sociedade, considerando ser esta uma forma também de cuidar da saúde física e mental da mulher. “É mais do que provado que a violência doméstica não atinge somente as mulheres; atinge também as famílias e demais pessoas que convivem com a mulher violentada. O impacto da violência é muito grande e, infelizmente, ainda persiste a cultura de que briga de casal a gente não deve se intrometer. Todos precisam se engajar nesta luta para banir a violência doméstica e o papel da Lei Maria da Penha (nº 11.340/2016) é, justamente, proteger as nossas assistidas da violência doméstica e familiar”, ressaltou.

A cobertura da Lei Maria da Penha também foi ressaltada pela major Flávia. “A lei prevê cinco tipos de violência – psicológica, moral, patrimonial, sexual e física – e vai abraçar essa mulher se a violência for acometida dentro do ambiente doméstico e familiar ou dentro de uma relação íntima de afeto”. A Lei Maria da Penha, destacou a policial, ampara o gênero feminino, independentemente se a vítima é mulher biológica ou social. “No mês passado, por exemplo, tivemos a alegria de receber a primeira mulher trans para ser assistida pela Ronda Maria da Penha. Isso mostra que o objetivo desta lei é proteger a mulher simplesmente por ser mulher. A busca é pela paridade de direitos e mudar mentalidades culturais enraizadas que promovem a violência contra a mulher”.

Programação Outubro Rosa – Abertas a toda comunidade escolar e ao público em geral, as atividades que a SEC realiza visam potencializar as ações de prevenção ao câncer de mama. Executada pelo Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, iniciativa desenvolvida pela SEC, os encontros virtuais e as lives giram em torno da promoção de ações que intensifiquem o cuidado à saúde das mulheres, como a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, assim como debate sobre a violência contra a mulher, como explicou a coordenadora Elisabete Dias. No mesmo ambiente virtual, acontece na sexta-feira (9), às 16h30, o bate- papo “Prevenção do câncer de mama, tire suas dúvidas”, com a mastologista do Centro Estadual de Oncologia (CICAN) e do Hospital Aristides  Maltez, Thaís Argolo, com mediação da psicóloga Ariana Arantes.

Ainda dentro da programação, destaque para os encontros com educadoras dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), que estão sendo conduzidos pelas profissionais da equipe de Atenção Integral à Saúde do Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (PLANSERV), pela enfermeira Marleide Silva e pela assistente social Denise Ferraz. Os encontros acontecem pelo Google Meet, como foi o desta quarta-feira (7), dirigido aos NTEs 10 ao 18. Na quinta-feira (8), às 16h30, o encontro terá como público-alvo os NTEs 19 ao 27.

Atendimento psicológico – Além dessas atividades, os professores e servidores da rede estadual de ensino podem solicitar atendimento psicológico on-line individualizado, através do e-mail: saudedoprofessor@enova.educacao.ba.gov.br. Para isso, é necessário informar a matrícula, o nome, o telefone e a escola em que o interessado está lotado. Após a solicitação via e-mail do agendamento, o servidor é direcionado a um psicólogo para o atendimento, que é realizado por telefone, WhatsApp ou Google Meet, com horário marcado e de acordo com a disponibilidade da agenda. O procedimento, autorizado pelo Conselho de Psicologia, visa continuar proporcionando auxílio e cuidado emocional aos educadores, considerando as dificuldades do período de isolamento social devido à pandemia do novo Coronavírus.

Sobre o programa – O Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor tem a proposta de reabilitar, prevenir e promover a saúde do docente, prestando assistência e apoio a esses profissionais no desempenho de suas atividades. O programa oferece serviços gratuitos nas áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Serviço Social e Psicologia. O programa vem promovendo, ainda, campanhas como o Setembro Amarelo, Outubro Rosa e Novembro Azul, realizadas em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado (SESAB).

Foto: Divulgação

Projeto ENEM 100% promove aulão virtual de Geografia nesta terça-feira (29)

Geografia será o componente curricular do aulão virtual do projeto ENEM 100%, nesta terça-feira (29), às 16h. A atividade, que contará com a participação do professor Sérgio Silva, é promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), sendo transmitida, ao vivo, pelo canal do Youtube da Educação Bahia (https://bit.ly/2G2kOpt). A ação pedagógica busca auxiliar os estudantes na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2020, cujas provas, na versão impressa, serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.   Os aulões virtuais do projeto ENEM 100% acontecem todas às terças e sextas-feiras, sempre das 16h às 17h, envolvendo diferentes componentes curriculares, e fazem parte de uma série de atividades lançada pela SEC para fortalecer a aprendizagem dos estudantes que irão prestar o ENEM. Clicando aqui, o estudante tem também à sua disposição uma apostila que pode ser baixada, por aula, e a programação das próximas aulas que serão realizadas.   Ainda no Portal da Educação, o estudante tem acesso a conteúdos preparatórios por meio do projeto Universidade para Todos – Estude em Casa, desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). Outra ferramenta é a Plataforma Anísio Teixeira, que contém mais de 10 mil conteúdos digitais educacionais e aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), tendo recebido o aporte de conteúdos construídos com as 12 Instituições de Ensino Superior (IES) públicas na Bahia (UNEB, UEFS, UESB, UESC, UFBA, UFOB, UFRB, UNILAB, UFSB, UNIVASF, IFBAIANO E IFBA). Os estudantes também podem complementar a preparação para o exame com o “Estude em casa”, programa exibido em parceria com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho, através da TVE, sempre às 13h e às 15h. Além disso, a emissora leva ao ar o programa “Hora do ENEM”, exibido de segunda a sexta, às 18h.

Engajamento de professores e projetos pedagógicos levam Colégio Estadual em Jacaraci a superar meta no IDEB

O engajamento dos educadores, os projetos pedagógicos desenvolvidos e as avaliações de Língua Portuguesa e de Matemática aplicadas pelo Sistema de Avaliação Baiano de Educação (SABE) são alguns dos fatores que levaram o Colégio Estadual Zuleide Freire de Abreu, localizado em Jacaraci, a 708 km de Salvador, a superar a meta nacional de 4.3 para o Ensino Médio, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2019, com a pontuação de 4.6.

Fundado em 1995, o colégio oferta apenas o Ensino Médio e, atualmente, possui 477 estudantes matriculados, divididos entre a sede do município e os anexos localizados nos distritos de Irundiara, São José, Itumerim e Vila Paiol.

Segundo a diretora do colégio, Edjane de Abreu, o desempenho no IDEB é resultado da parceria e de um trabalho pautado no compromisso e na dedicação dos professores, gestores e coordenadores. “Podemos apontar aqui inúmeros motivos que nos levaram a este resultado, mas gostaria de destacar dois. A mobilização da SEC com as avaliações do SABE foi crucial para o trabalho dos professores, que buscaram com empenho e dedicação novas estratégias de aprendizagem, além de instigarem o instinto de desafio nos estudantes a cada avaliação. Já o segundo motivo é justamente a parceria com a Secretaria Municipal de Educação, que está sempre nos apoiando, a exemplo da disponibilização de transporte para a realização de nossos projetos e outras iniciativas que mostram que não tem medido esforços para fazer da nossa Educação uma referência”, ressaltou.

O estudante Thalls Oliveira, 19, que concluiu os estudos em 2019 e, hoje, cursa Matemática na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), destacou sua trajetória e declarou seu amor ao colégio. “A minha rotina de estudante durante os três anos foi de inspiração e muita gratidão, pois, a cada momento da nossa história, a presença dos profissionais da educação era marcada pelo esforço, dedicação, contribuição, amor e vontade de nos ver crescer mais e mais. Profissionais competentes vistos como mestres e pais que nos deram oportunidades para transformar os nossos conhecimentos e nos apoiar a transmitir o que realmente nos foi formado. Sou muito grato por ter vivido a minha história em um ensino público e bem sucedido,  graças a esse colégio maravilhoso”, afirmou.

A professora de Língua Portuguesa, Silvia Bonfim, destacou alguns projetos desenvolvidos no colégio para garantir aos estudantes da região uma educação de qualidade. “Graças ao compromisso de toda a equipe, nos cinco lugares distintos, a educação vem sendo desenhada de modo efetivamente significativo. São propostas educativas que comungam com os projetos de vida dos estudantes e que vêm sendo cada vez mais desenvolvidas,  inclusive com trabalhos e pesquisas de campo, projetos interdisciplinares que buscam a articulação das disciplinas e áreas do saber e, também, o engajamento de todos e o despertamento para o protagonismo juvenil. Sempre são trabalhados os conhecimentos pedagógicos apresentados nas aulas e que buscam atender às competências e habilidades postas nos referenciais curriculares: a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e o DCRB (Documento Referencial Curricular da Bahia)”, pontuou.

Sobre o IDEB – O IDEB foi criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas. No Ensino Médio, a rede estadual de ensino saltou de 2,7 (2017) para 3,2 (2019). Este foi o melhor IDEB alcançado pela rede desde que o índice foi instituído, em 2007. Em termos relativos, percentuais, o IDEB da Bahia cresceu 18,5%, sendo o segundo maior crescimento do país. A Bahia também é um dos oito estados com aumento maior do IDEB, 0,5, maior do que a média nacional, que foi de 0,4.

O avanço também foi constatado nos ensinos Fundamental I e II da rede pública, que possuem ofertas pelas redes estadual e municipais. O IDEB demonstrou que, no Ensino Fundamental I (do 1º ao 5° ano), houve um crescimento de 4,7 (2017) para 4,9 (2019) e, no Ensino Fundamental II (do 6º ao 9º ano), o desempenho foi ainda melhor, avançando de 3,4 (2017) para 3,8 (2019).

Fotos: Divulgação

Projeto ENEM 100% promove aulão virtual de Geografia nesta terça-feira (29)

Geografia será o componente curricular do aulão virtual do projeto ENEM 100%, nesta terça-feira (29), às 16h. A atividade, que contará com a participação do professor Stael Machado, é promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), sendo transmitida, ao vivo, pelo canal do Youtube da Educação Bahia (https://bit.ly/2G2kOpt). A ação pedagógica busca auxiliar os estudantes na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2020, cujas provas, na versão impressa, serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. 

Os aulões virtuais do projeto ENEM 100% acontecem todas às terças e sextas-feiras, sempre das 16h às 17h, envolvendo diferentes componentes curriculares, e fazem parte de uma série de atividades lançada pela SEC para fortalecer a aprendizagem dos estudantes que irão prestar o ENEM. Clicando aqui, o estudante tem também à sua disposição uma apostila que pode ser baixada, por aula, e a programação das próximas aulas que serão realizadas. 

Ainda no Portal da Educação, o estudante tem acesso a conteúdos preparatórios por meio do projeto Universidade para Todos – Estude em Casa, desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). Outra ferramenta é a Plataforma Anísio Teixeira, que contém mais de 10 mil conteúdos digitais educacionais e aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), tendo recebido o aporte de conteúdos construídos com as 12 Instituições de Ensino Superior (IES) públicas na Bahia (UNEB, UEFS, UESB, UESC, UFBA, UFOB, UFRB, UNILAB, UFSB, UNIVASF, IFBAIANO E IFBA).

Os estudantes também podem complementar a preparação para o exame com o “Estude em casa”, programa exibido em parceria com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho, através da TVE, sempre às 13h e às 15h. Além disso, a emissora leva ao ar o programa “Hora do ENEM”, exibido de segunda a sexta, às 18h.

Foto: Divulgação

Em live educadores dos Complexos Integrados de Educação do Estado dialogam sobre currículo e novo Ensino Médio com o Instituto Federal do Paraná

Os professores dos Complexos Integrados de Educação (CIEs), unidades pertencentes à Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), conheceram, nesta sexta-feira (25), as experiências de inovação curricular desenvolvidas no Instituto Federal do Paraná (IFPR) – Unidade Jacarezinho, durante bate-papo on-line promovido pelos Complexos. Realizada na plataforma Google Meet, a atividade integra o projeto “Temas em debate com os CIEs”, que promove, às sextas-feiras, uma série de bate-papos sobre temas variados com a participação de convidados. O encontro, que teve como tema “Currículo e inovação: uma escola que transforma e encanta nos seus saberes e sabores”, foi mediado pelo coordenador de Articulação entre Educação Superior e Educação Básica para os CIEs, Robson Costa, que também explicou sobre o funcionamento dos Complexos.  
O professor doutorando em Filosofia, Gustavo Serra, abordou sobre a mudança curricular realizada no IFPR – Unidade Jacarezinho. “Foi um processo de anos que culminou na nova proposta do Ensino Médio, que tenta privilegiar a autonomia do estudante, dividindo com ele a responsabilidade das escolhas e, com isso, compartilhando os acertos e erros em sua trajetória acadêmica. Saímos da grade tradicional em termos de disciplinas fechadas, estilo Física e Geografia 1, 2 e 3, para uma forma de currículo em que o estudante escolhe entre diversas opções o que ele vai estudar. Toda mudança leva tempo, gasto de energia e muita vontade, mas é recompensador quando o trabalho é feito com uma equipe motivada por um desejo de fazer o melhor possível”, afirmou. 
A mesma experiência também foi contextualizada pelo professor mestre em Letras, David José Silva, que também atua no IFPR. “O nosso campus tem, desde 2015, um diferencial no Ensino Médio integrado, que faz parte da Educação Básica, onde a mudança curricular realizada tem como princípio possibilitar que os estudantes construam seus itinerários e sua formação, a partir da perspectiva do protagonismo. Eles escolhem as atividades que irão realizar, montam os seus cronogramas e vão construindo suas jornadas vinculadas a seus cursos, a exemplo de Informática. Dentro dessa mudança curricular, alguns paradigmas que há muito tempo estão presentes nessa modalidade educacional foram rompidos. Um exemplo disso é a mesclagem das turmas que fizemos com estudantes de cursos distintos assistindo as mesmas aulas”, destacou. 
O coordenador de Articulação entre Educação Superior e Educação Básica para os CIEs, Robson Costa, ressaltou a troca de experiências durante a live. “Esta atividade de hoje consistiu em um intercâmbio entre o nosso projeto da Bahia e o que está acontecendo no Brasil. O projeto do IFPR é um currículo de mobilidade docente e de autonomia dos estudantes e isso é o que nós estamos construindo como proposta, tanto nos Complexos quanto nos Campus. Trata-se de um currículo flexível e baseado em competências, por meio do qual o estudante pode construir a sua formação, tanto na base propedêutica quanto na parte curricular profissional”, salientou. 
*Sobre os CIEs -* Os Complexos funcionam em Porto Seguro, Itamaraju e Itabuna, em parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), e em Ipiaú, Eunápolis e Caetité, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Os Complexos Integrados têm buscado planejar, executar e avaliar um conjunto de ações inovadoras em conteúdo, método e gestão, direcionadas à melhoria da oferta e da qualidade do Ensino Médio, na proposta de ensino integral.
Fotos: Divulgação




Projeto ENEM 100% promove aulão virtual de Geografia nesta terça-feira (22)

Geografia será o componente curricular do aulão virtual do projeto ENEM 100%, nesta terça-feira (22), às 16h. A atividade, que contará com a participação do professor Engeberto Apulinário (Popó), é promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), sendo transmitida, ao vivo, pelo canal do Youtube da Educação Bahia. A ação pedagógica busca auxiliar os estudantes na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2020, cujas provas, na versão impressa, serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Os aulões virtuais do projeto ENEM 100% acontecem todas às terças e sextas-feiras, sempre das 16h às 17h, envolvendo diferentes componentes curriculares, e fazem parte de uma série de atividades lançada pela SEC para fortalecer a aprendizagem dos estudantes que irão prestar o ENEM. No Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), o estudante tem também à sua disposição uma apostila que pode ser baixada, por aula, e a programação das próximas aulas que serão realizadas.

Ainda no Portal da Educação, o estudante tem acesso a conteúdos preparatórios por meio do projeto Universidade para Todos – Estude em Casa, desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). Outra ferramenta é a Plataforma Anísio Teixeira, que contém mais de 10 mil conteúdos digitais educacionais e aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), tendo recebido o aporte de conteúdos construídos com as 12 Instituições de Ensino Superior (IES) públicas na Bahia (UNEB, UEFS, UESB, UESC, UFBA, UFOB, UFRB, UNILAB, UFSB, UNIVASF, IFBAIANO E IFBA).

Os estudantes também podem complementar a preparação para o exame com o “Estude em casa”, programa exibido em parceria com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho, através da TVE, sempre às 13h e às 15h. Além disso, a emissora leva ao ar o programa “Hora do ENEM”, exibido de segunda a sexta, às 18h.

Foto: Divulgação

SEC prorroga Escuta On-Line para contribuições sobre o Documento Curricular Referencial da Bahia do Ensino Médio

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) prorrogou, até o dia 5 de outubro, a Escuta On-line para que os estudantes baianos possam contribuir na elaboração do Documento Curricular Referencial da Bahia (DCRB) – Etapa do Ensino Médio. O objetivo é representar, da melhor forma possível, as expectativas, os anseios e as necessidades dos jovens por meio do subsídio da escrita e aperfeiçoamento do processo de implementação do Novo Ensino Médio no Estado da Bahia. A Escuta On-line está disponível para acesso no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

A superintendente de Políticas para a Educação Básica (SEC), Manuelita Brito, disse que é fundamental ouvir os estudantes neste momento de transição curricular. “É a oportunidade dos estudantes apresentarem suas inquietações, nos ajudando a construir um currículo que será uma realidade para as novas gerações, abordando o Ensino Médio regular, assim como todas as modalidades, como EJA (Educação de Jovens e Adultos); Educação Profissional; Educação do Campo; Quilombola e Indígena; e a Educação Inclusiva”, ressaltou.

A estudante Clara Gama, do Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologias da Informação e Comunicação (CEEP/TIC), em Lauro de Freitas, ressalta a importância da Escuta On-line. “A educação é o que temos de mais importante e acredito que o Ensino Médio tem que possuir um currículo menos engessado e de acordo com a nossa realidade. O debate é importante para adequar o currículo à expectativa dos estudantes, valorizando a nossa cultura no Brasil e na Bahia, trazendo mais senso crítico dos estudantes”.

A estudante Evania Silva, do Colégio Estadual do Campo Hermínio Manoel de Jesus, no distrito de Bonfim, em Valença, também destaca a necessidade de um olhar para as diferentes modalidades da Educação. “Tinha medo do Ensino Médio, porque achava que seria difícil de concluir. Mas ter uma aprendizagem com projetos ligados à Agroecologia e ao Meio Ambiente me fez entender aquilo que era visto na teoria”.

Foto: Divulgação

Secretaria da Educação do Estado oferta 10 mil vagas para curso de formação sobre ensino híbrido

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoveu, nesta segunda-feira (21), pelo canal Educação Bahia, no Youtube, a apresentação do Módulo de Atualização Ensino Híbrido na Prática, cujas inscrições estão abertas até esta terça (22), no endereço http://bit.ly/insc-EH,  com a oferta de 10 mil vagas para professores, gestores e coordenadores pedagógicos. O curso é uma parceria com a Fundação Lemann e a Sincroniza Educação e tem o objetivo de aprimorar as estratégias pedagógicas do ensino híbrido, que une atividades presenciais e on-line, na rede pública estadual.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou da importância de manter atividades de formação neste período de pandemia. “Esta é uma posição e atitude de vínculo que queremos fortalecer com nossos educadores. É um tema necessário que esbarra na formação que tivemos lá na universidade, que não preparou o professor para lidar com o ensino on-line ou híbrido. Por isso, temos que superar os desafios e tranquilizar os educadores que tudo isso está sendo feito com estudo e análise daquilo que melhor pode ser ofertado para a nossa realidade”, disse.

A superintendente de Políticas para a Educação Básica, Manuelita Brito, afirmou que o conceito da formação segue as necessidades da rede estadual. “A nossa parceria com a Fundação Lemann e a Sincroniza Educação  veio nesta perspectiva de trazer para o educador um curso customizado para a realidade baiana. É proporcionar que, mesmo os estudantes que não tenham o acesso fácil à internet, vejam na escola a possibilidade de acompanharem o trabalho pedagógico dos professores”.

Segundo a representante do Sincroniza Educação, Ana Paula Manzalli, o curso dará a condição do educador promover o ensino híbrido na prática. “Para  que possa trabalhar o ensino híbrido em sala de aula, os professores precisam ter apoio e conhecimento para que seja uma prática viável. A proposta formativa é apresentar essas estratégias”, explicou.

O gerente de Inovação da Fundação Lemann, Lucas Rocha, ressaltou que existe o empenho integrado às redes estaduais de ensino para buscar soluções que promovam continuidade da aprendizagem. “Sabemos de todas as dificuldades que o ensino no mundo todo está enfrentando e este diálogo com os estados e instituições são essenciais para criarmos propostas que possam enfrentar os desafios”.

O Módulo de Atualização Ensino Híbrido na Prática terá carga horária de 40h,  com mediação totalmente online, através da plataforma da Sincroniza Educação. O curso será realizado do dia 28 de setembro a 09 de novembro de 2020, através do link: http://bit.ly/insc-EH. Em caso de dúvidas, o educador pode enviar e-mail para o e-mail formacaosuped@enova.educacao.ba.gov.br.

Foto: Divulgação

Secretaria da Educação do Estado lança cartilha e gibi para orientar comunidade escolar sobre prevenção ao suicídio

entro da programação da campanha Setembro Amarelo, desenvolvida em parceria entre as secretarias estaduais da Educação (SEC) e da Saúde (SESAB), foi lançada, nesta quinta-feira (10), no Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, uma cartilha sobre o tema e o gibi “Azidea! Conversando sobre a vida”, direcionados a professores e estudantes da rede estadual. Produzido pelo Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor,  desenvolvido pela SEC, o material tem o objetivo de orientar e estimular a reflexão sobre o tema na comunidade escolar.

>> Baixe a cartilha e o gibi (https://bit.ly/3k6jIYe)

>> Acesse a programação da Campanha do Setembro Amarelo https://bit.ly/31U3JX2 

A superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy, falou sobre a importância desta discussão no âmbito escolar e como os conteúdos lançados podem ajudar. “O material busca promover uma reflexão sobre o suicídio, tema tão sensível que atinge o Brasil e o mundo, e que, por isso, pode possibilitar que os jovens, professores e servidores na escola saibam identificar situações de risco, bem como, apresentar alternativas para essa problemática”.

Para a diretora de Gestão do Cuidado da SESAB, Liliane Mascarenhas, as publicações podem ser uma ferramenta importante de informação para a comunidade escolar. “É fundamental realizar esse enfrentamento ao suicídio, de forma a orientar os estudantes, professores e familiares. Muitos não conseguem compartilhar suas angústias e difundir o conhecimento nas escolas pode ajudar a identificar os comportamentos. É um desafio que queremos levar para os municípios e todas as redes baianas de ensino”, disse.

Segundo a coordenadora do Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, Elisabete Dias, no mês de setembro as ações de cuidado e prevenção ao suicídio são potencializadas, “mas as desenvolvemos durante todo ano por meio de parcerias  e atividades que ampliam o cuidado da SEC com estudantes, educadores e servidores da rede estadual”.

Foto: Divulgação


Ana Moser participa de live com professores de Educação Física da rede estadual nesta sexta-feira

A ex-jogadora de voleibol, Ana Moser, participa da live que a Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, nesta sexta-feira (11), às 15h, junto a educadores da rede estadual. A atividade on-line, que encerra os “Seminários formativos para professores de Educação Física e Esporte Escolar”, terá transmissão ao vivo pelo canal do Youtube do Instituto Anísio Teixeira (www.youtube.com/institutoanisioteixeiraiat).

Com o tema “Esporte educacional e a formação da juventude”, a atividade contará com a participação de professores com graduação em licenciatura em Educação Física, com experiência na Educação Básica e/ou no Ensino Superior.

Iniciados no dia 25 de agosto, os seminários foram criados com o objetivo de atualizar os educadores sobre as novas possibilidades de intervenção pedagógica, a partir da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), evidenciando as unidades temáticas apresentadas no documento. O evento, que envolve cursos temáticos com especialistas voltados para educadores das redes estadual e municipais, visa, também, discutir a sistematização dos conteúdos no retorno às aulas, quando for possível, e estimular o pensamento interdisciplinar.

Os seminários formativos para professores de Educação Física e Esporte Escolar foram divididos em dois encontros semanais, com carga horária de 3h no total. Temas como promoção da saúde, jogos e brincadeiras, formação da juventude e educação física no contexto da pandemia do Coronavírus estiveram entre as abordagens da formação e foram sinalizados a partir de um levantamento de mais de 1.200 formulários preenchidos pelas redes estadual e municipais.

Sobre a convidada – Uma das melhores jogadoras de voleibol que o Brasil já produziu, com vários títulos e medalhas na carreira, a catarinense Ana Beatriz Moser, 52 anos, começou no esporte aos sete anos de idade, Em 1984, foi convocada pela primeira vez para a Seleção Brasileira Infanto-Juvenil e logo se mudou para São Paulo. No ano seguinte, já integrava a equipe adulta e foi escalada como titular nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988. Em 1992, já estava participando de sua segunda olimpíada, desta vez em Barcelona.  Atleta olímpica e uma das maiores atacantes do voleibol mundial, Ana Moser se despediu das quadras no dia 19 de março de 2000, em partida que reuniu as melhores jogadoras daquela geração. Um ano depois, fundou o Instituto Esporte e Educação (IEE), que desenvolve e dissemina a cultura da prática esportiva em comunidades de baixa renda pelo Brasil e escreveu um livro sobre a carreira, bem como participou como comentarista esportiva nos canais ESPN Brasil e na Rede Bandeirantes e, em 2009, foi eternizada no Hall da Fama do vôlei internacional.