Gestores da Educação participam de curso sobre competências socioemocionais

Com foco nas competências socioemocionais, visando uma educação integral que inclua valores humanos, como solidariedade, confiança, gentileza, compaixão, autoestima, entusiasmo e positividade, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia está promovendo o curso “Arte de viver”, do programa Yes! Nas Escolas, realizado pela Associação Internacional para os Valores Humanos (IAHV), em parceria com a Fundação Arte de Viver. O workshop, que teve início nesta terça-feira (15) e prossegue até quinta-feira (17), no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDUR), no Centro Administrativo da Bahia, tem como público inicial os gestores da Secretaria da Educação.

 A proposta do “Arte de viver” é capacitar estudantes e professores para que administrem, com equilíbrio, as dificuldades que surgem na vida diária, inserindo ao processo de ensino e aprendizagem uma dinâmica inovadora, voltada para o respeito à diversidade, para a não-violência e a favor da solução pacífica de conflitos. De acordo com o diretor internacional do programa Yes! Nas escolas e instrutor da IAHV, Bill Herman, a partir de técnicas de respiração e o desenvolvimento de habilidades para lidar com as emoções, é possível propiciar atitudes positivas e livres de comportamentos prejudiciais, como déficit de atenção, irritabilidade, agressividade, dores físicas, desânimo e ansiedade.

 Aos 65 anos, Bill Herman conta que medita há 48 anos e esta é uma das ferramentas que utiliza para lidar com o estresse, além das técnicas de respiração. Com isso, adquire-se energia e, consequentemente, consciência para gerenciar as próprias emoções e reações. “Temos muitos desafios na área da Educação. Mas melhorando a qualidade da mente, o aprendizado melhora. Se as mentes dos nossos estudantes estiverem cheias de estresse, com baixa energia, sem um boa noite de sono, o seu aprendizado não será eficiente. Então, a nossa sugestão é mudar o padrão e buscar cultivar uma mente que saiba lidar com o estresse da melhor forma, já que este interfere em vários aspectos da vida, como aprendizagem, relacionamento, saúde mental, espiritual e físico, estado emocional, sono, criatividade, entre outros”.

 Curso Arte de Viver (10)Ferramentas saudáveis – A ideia é que, após a sensibilização com os gestores, o “Arte de viver” seja multiplicado na rede estadual, segundo explica a assessora da Superintendência de Políticas para Educação Básica, Edneia Oliveira. “Como a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) está focando as competências socioemocionais, primeiramente, estamos trabalhando com as equipes de gestores e, a partir deste suporte, pretendemos ampliar para as escolas com o objetivo de promover a saúde dos professores e dos estudantes, melhorando a sua aprendizagem”.

 

Fotos: Claudionor Junior

Jovens do Programa Primeiro Emprego vivenciam experiência profissional na Secretaria da Educação do Estado

Mais de 1.200 jovens que concluíram os cursos técnicos de nível médio na rede estadual de ensino foram beneficiados pelo Programa Primeiro Emprego, no âmbito da Secretaria da Educação do Estado. Formados por diferentes Centros Estaduais e Territoriais de Educação Profissional da rede estadual, bem como por unidades compartilhadas, os técnicos atuam nos Núcleos Territoriais de Educação (NTE), nas escolas da capital e do interior e, também, na sede do órgão, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.Primeiro emprego - Vinicius Sales (3)
 
O técnico em Informática, Vinicius Sales, 20, é um dos beneficiados pelo programa. Lotado na Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Educação, ele fala sobre esta primeira experiência profissional. “Meu trabalho aqui é com processos, de receber os processos no sistema, finalizar e tramitar para outros setores. É uma boa experiência, porque vai me ajudar muito a conhecer e a entender como funciona o serviço público e o mercado de trabalho. Tenho certeza que vou crescer muito pessoalmente e me tornar um bom profissional aqui”, conta.
 
O bom desempenho no curso Técnico em Informática, no Colégio Aplicação Anísio Teixeira, em Salvador, também rendeu a Ismael Barbosa, 21, a oportunidade da primeira experiência profissional pelo programa na Superintendência de Recursos Humanos da Educação. “Aqui, eu tenho contato direto com os professores, suas programações, atuações e verifico como está o andamento das aulas. O trabalho é basicamente dar suporte aos diretores, por meio do sistema. Está sendo uma experiência ótima ter meu primeiro emprego em um grande órgão, com diversos setores e trabalhar com tecnologia, que é a minha área”, comemora, ao destacar a importância do Programa Primeiro Emprego para a juventude. “É uma iniciativa maravilhosa de acolher jovens, inserindo-os no mercado de trabalho e garantindo uma experiência profissional”, relata.
 
Sobre o programa - O Programa Primeiro Emprego, uma iniciativa do Governo do Estado, está mudando a realidade de milhares de jovens baianos. Desde o seu início, em 2017, o programa já beneficiou mais de 5 mil egressos da Educação Profissional e Tecnológica, encaminhando para o mercado de trabalho nas diversas áreas da saúde, tecnologia, artes, gestão entre outras, em órgãos estaduais e diferentes organismos públicos e privados.
 
Após a contratação, o participante do programa recebe um salário mínimo, auxílios transporte e alimentação e pode aderir ao plano de saúde do Estado. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais. O desempenho do estudante no curso conta muito durante o processo de seleção, conforme Almir Pereira, membro do Comitê Gestor do Programa na Secretaria da Educação do Estado.
 
“A lei que criou o programa estabelece que o estudante seja contratado a partir do seu desempenho no curso. O sistema onde estão armazenadas as notas, realiza uma conta e dá uma média que nós chamamos de ranking e é aí que é verificado se ele está apto para o programa ou não. A ordem de chamada é a partir do ranking. Tudo é feito em parceria. O processo seletivo é realizado pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia – SETRE, e a Secretaria da Educação fornece o banco de dados com as informações dos estudantes. Após as seleções, os jovens são encaminhados para as fundações parceiras, a Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) e a Fundação Estatal de Saúde da Família (FESF), onde são feitas as assinaturas dos contratos e encaminhamentos para os locais de trabalho”, explica.
Fotos: Divulgação

 

Secretaria da Educação do Estado consulta comunidade escolar sobre o Currículo Bahia

A Secretaria da Educação do Estado realizou, nesta quinta-feira (3), o Dia D da Escuta Inspiracional na Escola. A iniciativa, que envolveu a comunidade escolar e as famílias, tem o objetivo de levantar informações que contribuam para a construção do Currículo Bahia por meio do preenchimento de um formulário online. No Colégio Estadual Governador Antonio Carlos Magalhães, no Piemonte da Chapada Diamantina, a 307 km de Salvador, o momento foi de celebrar a gestão democrática da unidade escolar.Escuta inspiracional -divulgação - no Colégio Estadual Governador Antonio Carlos Magalhães.  NTE 15. Várzea da Roça (3)

A coordenadora pedagógica, Maria de Lourdes Almeida, destacou a importância de incentivar a participação da comunidade escolar nas decisões da unidade. “Fizemos diversas mobilizações que passaram dos professores, funcionários e alunos. Sabemos que todas as sugestões são importantes, mas nosso principal objetivo são os estudantes, por isso fizemos um trabalho de incentivo que contou com o apoio dos líderes de classe. Por meio do WhatsApp, eles promoveram o link do formulário eletrônico que poderia ser acessado diretamente no celular. Foi um momento de construção de todos para a melhoria na Educação”, contou.

O estudante do 2º ano, Mickelângelo Oliveira, falou sobre a necessidade do engajamento de todos. “É muito bacana ajudar neste momento em que podemos ser ouvidos sobre temas que irão contribuir para a formulação do novo Currículo Bahia. Alguns colegas inicialmente não mostram muito interesse, mas quando conseguimos mostrar a importância da sua participação, percebemos uma mudança de comportamento. E essa mobilização também contribuiu para um trabalho coletivo que envolve toda a unidade”, contou.

A coordenadora de Currículo e Desenvolvimento Humano da Secretaria da Educação do Estado, Jurema Brito, falou sobre os próximos passos da iniciativa. “As informações evidenciadas a partir dos formulários servirão como uma das referências para a escrita do Currículo Bahia, que será elaborado por uma equipe de currículo, formada por professores representantes das redes estadual, municipal e privada do Estado da Bahia, conforme orientações do Ministério da Educação (MEC)”, afirmou.

Escuta na Escola – Esta foi a segunda parte de execução do projeto “Faz Sentido”, que está sendo desenvolvido em parceria com os Institutos Inspirare, Telus e Unibanco. A primeira fase da “Escuta Inspiracional” foi realizada no mês de março, por meio de 80 rodas de conversas realizadas em dez Territórios de Identidade da Bahia. A partir da escuta, foi possível elaborar os questionários para esta segunda etapa, cujos questionários ficaram disponíveis online para acesso de toda a rede estadual de ensino.

 

Foto: Divulgação

Virtual Educa Bahia 2018 inscreve trabalhos científicos até a próxima segunda-feira

Seguem abertas, até segunda-feira (30), as inscrições para que educadores, estudantes e pesquisadores de todo o Brasil submetam trabalhos científicos para apresentação no XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que será realizado de 4 a 8 de junho, pela primeira vez na Bahia. A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão científica internacional e divulgada no dia 7 de maio. A inscrição é gratuita e deve ser realizada on-line, no endereço: virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias.virtualEduca (1)

Após a comunicação dos trabalhos selecionados para a apresentação no evento, os autores terão um prazo para confirmar a participação, bem como, para solicitar revisões de possíveis erros. O resultado final dos selecionados será no dia 11 de maio, e a programação geral do Encontro no dia 25 de maio.

Outra inscrição – Também estão abertas, até 20 de maio, no link virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion/, as inscrições para os interessados em participar do XIX Encontro Internacional Virtual Educa. Para professores e profissionais de Educação das redes municipal, estadual e federal do Estado da Bahia as inscrições são gratuitas.

O Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, Caribe e da África e terá como tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”. As atividades acontecerão no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a ser inaugurado no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho, em Salvador. Paralelamente, o Virtual Educa envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul” voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais, a ser realizado no Porto de Salvador.

O Virtual Educa foi criado em 2001, com o objetivo de fomentar a inovação na Educação para promover a transformação social e o desenvolvimento sustentável, especialmente na América Latina e no Caribe. O encontro opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, que reúne os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil. Nesta edição do encontro, será lançado o programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade.

Saiba mais: www.educacao.ba.gov.br

Foto: Ilustração/Divulgação

Estudantes participam das Conferências Territoriais Infantojuvenis pelo Meio Ambiente na capital e no interior

A Secretaria da Educação do Estado promove, a partir desta quinta-feira (25) até 30 de abril, as Conferências Territoriais Infantojuvenis pelo Meio Ambiente. Esta é mais uma etapa preparatória para a III Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente – As escolas da Bahia cuidando das águas, que acontecerá de 7 a 9 de maio, em Salvador. Nesta quarta-feira (25), as Conferências Territoriais serão realizadas envolvendo escolas dos núcleos de Bom Jesus da Lapa (NTE 2), Valença (NTE 06) e Vitória da Conquista (NTE 20). Na quinta-feira (26), as territoriais estão programadas para Itabuna (NTE 05), Itapetinga (NTE 08), Itaberaba (NTE 14), Ribeira do Pombal (NTE 17), Paulo Afonso (NTE 24) e Salvador (NTE 26).

 NTE 21Nas Conferências Territoriais, as escolas irão apresentar os trabalhos desenvolvidos em sala de aula durante a etapa escolar e escolhidos nas seleções municipais. A Escola Estadual Fernando Guedes Andrade, no município de Gandu (a 295Km de Salvador), é uma das unidades da rede estadual que participará da seletiva do núcleo de Valença (NTE 06), que acontecerá no Colégio Estadual Gentio Paraíso. A comunidade escolar está bastante envolvida, conforme explicou a diretora Jailma Pires. “Fizemos uma comitiva com 15 pessoas, entre professores e estudantes, para participar da seletiva. Vamos levar todos os delegados que participaram das discussões na etapa escolar, além dos delegados eleitos, que estão muito bem preparados”, comenta.

O Centro Integrado de Educação (CIE) Navarro de Brito é uma das unidades que participará da etapa territorial, na quinta-feira, no NTE de Vitória da Conquista (NTE 20), município localizado a 509 km de Salvador. “Os meninos ficaram muito felizes quando souberam que o projeto deles tinha sido classificado e já estão ansiosos e animados para apresentarem na seletiva territorial”, conta a diretora Naiara Oliveira.

O projeto dos estudantes do Colégio Estadual Rafael Spínola, também em Vitória da Conquista, está entre os classificados para a seletiva territorial. “Na etapa municipal, os estudantes vibraram muito quando ouviram o nome do colégio como um dos selecionados para a territorial. Participar desta etapa é muito importante para eles, porque se sentem mais estimulados e podem ver que têm potencial para ir além da escola”, comenta o diretor Daniel Andrade.

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde do Estado, Fábio Barbosa, explica a importância desta etapa. “Iremos aprofundar o debate das questões socioambientais dos territórios e, em especial, as relacionadas à água. Também serão eleitos os delegados e delegadas que representarão os territórios na etapa estadual, em conformidade com o regulamento estadual e teremos a escolha dos projetos prioritários nos territórios”, afirma.

Segundo Fábio, durante este processo acontece uma articulação entre o NTE e as diretorias da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME/BA), para a formação de uma Comissão Organizadora Territorial (COTE) que avaliará os projetos.

Programação das Conferências Territoriais

NTE 01 – Irecê –  27/04/2018.

NTE 02 – Bom Jesus da Lapa –  25/04/2018.

NTE 03 – Seabra –  30/04/2018.

NTE 05 – Itabuna – 26/04

NTE 06 – Valença – 25/04

NTE 08 – Itapetinga – 26/04/2018.

NTE 09 – Amargosa –  02/05/2018.

NTE 11 – Barreiras –  27/04/2018.

NTE 12 – Macaúbas – 27/04/2018

NTE 13 – Caetité –  27/04/18.

NTE 14 – Itaberaba –  26/04/2018.

NTE 16 – Jacobina –  27/04/2018.

NTE 17 – Ribeira do Pombal –  26/04.

NTE 18 – Alagoinhas –  02/05/2018

NTE 20 – Vitória da Conquista –  25/04

NTE 21 – Santo Antônio de Jesus – 27/04/2018.

NTE 24 – Paulo Afonso – 26/04.

NTE 25 – Senhor do Bonfim – 27/04/2018.

NTE 26 –Salvador – 26/04/2018.

Foto: Ilustração

Escolas têm até esta sexta para cadastro na Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Os gestores, professores e coordenadores pedagógicos das escolas do Estado da Bahia deverão cadastrar os projetos ambientais elaborados nas unidades escolares para a V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente. Para as escolas, do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental, que já fizeram conferência escolar, o prazo para preencher o formulário se encerra nesta sexta-feira (20). As experiências deverão ser descritas no site do Ministério da Educação (MEC):  http://formularios2.mec.gov.br/formulario-v-cnijma

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação do Estado, Fábio Barbosa, falou sobre a necessidade da observância dos prazos. “É importante destacar que caso não realizem o cadastramento no site do MEC, as escolas não poderão participar das etapas posteriores. Por isso, é fundamental o empenho de toda a comunidade escolar neste processo. A Bahia vem sendo destaque nas últimas edições da Conferência e precisamos continuar dando visibilidade, cada vez mais, as ações que acontecem no chão da escola”, afirmou, ao acrescentar que, até o momento, quase mil escolas na Bahia, das redes estadual, municipais e particulares, já realizaram suas conferências escolares.Centro Educacional Monteiro Lobato

Ensino Médio – Já as escolas da Educação infantil, dos anos iniciais do Ensino Fundamental, e do Ensino Médio têm até o dia 30 de abril para fazer o registro do processo em formulário próprio pelo endereço: http://formularios2.mec.gov.br/registro-da-conferencia-na-escola-v-cnijma-fora-do-regulamento

Sobre a Conferência – Com o tema “Vamos Cuidar do Brasil Cuidando das Águas ”, a V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA) tem o objetivo de mobilizar a comunidade escolar para realizar processos educativos, por meio da participação social, sobre a dimensão socioambiental da água. A V Conferência Nacional acontece em quatro etapas. Na primeira, a conferência escolar, os alunos elaboraram um projeto de ação com foco na dimensão socioambiental da água. Na Bahia, a III Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente apresenta como tema: “As Escolas da Bahia cuidando das águas” e está em andamento com a etapa escolar.

 

Foto: Ilustração/ Divulgação

Secretaria da Educação do Estado convoca aprovados em seleção REDA em toda a Bahia

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia está convocando os candidatos aprovados nos processos seletivos realizados, em 2017, pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), para professores e profissionais da Educação. As convocações acontecem mediante publicações de editais no Diário Oficial do Estado (DO). Até o momento, a Secretaria já convocou 5.524 educadores.seleçaoProfessor015

A orientação é para que os aprovados compareçam, imediatamente, ao Núcleo Territorial de Educação (NTE) para os quais foram convocados, para os procedimentos necessários à contratação e encaminhamento às unidades escolares que possuem vaga para assumirem suas funções. Os editais de convocação podem ser conferidos no Portal da Educação: http://institucional.educacao.ba.gov.br/selecaoconcursos
Para ampliar o quadro e investir, ainda mais, na carreira do magistério estadual, a Secretaria realizou o concurso público para 3.760 vagas de professores e coordenadores pedagógicos, em 2018, com resultado final a ser divulgado no dia 12 de junho.

Foto: Ilustração/ Claudionor Junior

Educadores participam de formação voltada para a alfabetização de crianças na idade certa

Cerca de 140 formadores locais da Região Metropolitana de Salvador participaram, nestas quinta e sexta-feira (12 e 13), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, da formação “III Tempo Formativo – Refletindo sobre os percursos de ser alfabetizador: problematizar, analisar e refletir a prática alfabetizadora do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC)”. O encontro aborda estratégias voltadas à alfabetização das crianças na idade certa, ou seja, até os oito anos de idade.

PNAIC - Alfabetizadores da região metropolitana (8)

A coordenadora regional do PNAIC, do NTE 26, Luciana Moraes, fala sobre o impacto da formação nos municípios. “Estes formadores locais foram indicados pelos municípios através de uma seleção e, quando retornarem às suas cidades irão realizar uma formação com os professores e coordenadores pedagógicos de suas redes que, por sua vez, vão chegar até os estudantes”, destacou.

A formadora regional do NTE 26, Laurinda Julião, responsável pela formação das turmas do segmento Pré-Escola, salientou que pela primeira vez o PNAIC incluiu a pré-escola. “Nesta formação, esclarecemos com os formadores locais a diferenciação entre a formação de atitudes de leitores e produtores na leitura e na escrita em uma perspectiva lúdica que não é a antecipação de uma escolarização na pré-escola. Outro ponto que destacamos foi a ludicidade como princípio formativo, pois nas diretrizes curriculares e na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) estão previstos como princípios de que a criança precisa se desenvolver em todos os campos de experiências nos eixos de formação pessoal e de conhecimento de mundo, através da brincadeira e, principalmente, das interações”.

Para a formadora local, Ana Cristina Palmeira, que atua em Salvador, processos formativos como este são enriquecedores. “É um momento que nós temos de ressignificação dos conhecimentos porque o mundo é dinâmico e, a partir disso, iremos orientar outros professores e coordenadores pedagógicos a reverem suas práticas. Além disso, podemos trocar experiências com formadores de diferentes municípios”, afirmou a educadora.

 Fotos: Emerson Santos

Prorrogado prazo para inscrições de trabalhos no Virtual Educa Bahia 2018

Foram prorrogadas, até o dia 30 de abril, as inscrições para educadores de todo o Brasil que desejam apresentar trabalhos durante o Virtual Educa Bahia 2018. Trata-se de um dos maiores eventos mundiais sobre Inovação e Tecnologia aplicadas à Educação, que irá acontecer entre os dias 4 e 8 de junho, em Salvador. A seleção dos trabalhos dos educadores será feita por uma comissão científica internacional e divulgada no dia 7 de maio. A inscrição é gratuita e deve ser realizada on-line, no endereço: virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias.
VirtualEduca
 
Após a comunicação dos trabalhos selecionados para a apresentação no evento, os autores terão um prazo para confirmar a participação, bem como para solicitar revisões de possíveis erros. O resultado final dos selecionados será no dia 11 de maio e a programação geral do encontro, no dia 25 de maio.
 
Outra inscrição – Também estão abertas, até 20 de maio, no link virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion/, as inscrições para os interessados em participar do XIX Encontro Internacional Virtual Educa. Este evento foi criado em 2001, com o objetivo de promover a inovação na Educação para promover a transformação social e o desenvolvimento sustentável, especialmente na América Latina e no Caribe. Tanto é que o lema desta edição é “Educação para transformar a sociedade em um espaço único multicultural”, em virtude da importância estratégica da Educação nas sociedades plurais do século XXI. Além disso, o Virtual Educa está associado ao I Fórum Global Virtual Educa sobre ‘Cooperação SUL-SUL’, sobre questões de inovação para a inclusão.
 
O Virtual Educa opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, reunindo os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil. Nesta edição do encontro, será lançado o programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável.

 

Estudantes participam da etapa escolar para a III Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Os estudantes do Colégio Estadual Pinto de Aguiar, no bairro de Mussurunga, em Salvador, promoveram, nesta quinta-feira (12/04), uma grande mobilização como parte da etapa escolar da III Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que será realizada de 7 a 9 de maio, em Salvador. Com o tema “Vamos cuidar do Brasil cuidando das Águas”, os alunos realizaram apresentações de projetos sobre o uso responsável da água,  a proteção e revitalização dos rios, sobre o saneamento básico e o reuso das águas. A programação também envolveu palestras, exposições de cartazes e maquetes e produção de grafite direcionada ao tema.

Segundo a diretora da unidade, Ana Paula Ramos, o projeto vem sendo desenvolvido ao longo do mês. “Os alunos trabalharam junto com os professores de modo coletivo em volta do nosso tema ‘O Pinto de Aguiar cuidando das águas’. Foram desenvolvidos alguns projetos como o aproveitamento da água dos bebedouros evitando o desperdício, a conscientização de preservação do rio da Baixinha, discutindo sua revitalização, além de discutir como a tecnologia digital pode beneficiar a nossa comunidade. Nesta culminância, estamos apresentando esses projetos para a escolha daquele que vai nos representar na Conferência”, contou.

Projeto as Escolas cuidando das Aguas no Col Pinto Aguiar (45)

A estudante do 7º ano, Lorena Santos, 13 anos, falou do projeto que busca a revitalização do rio da Baixinha. “Procuramos conhecer a história do rio, onde ele nasce e os locais que percorrem na região. Por meio de depoimentos, pudemos saber que antigamente o rio era limpo, com muitos peixes e moradores chegavam a tomar banho, mas agora ele é poluído. Criamos uma página no Facebook para conscientizar todos sobre esta revitalização”, afirmou.

Já o estudante do 9º ano, Marcelo Silva, destacou a importância de motivar os colegas a participarem das ações. “Como líder de classe, estou sempre incentivando os amigos a se engajarem nestes projetos que são muito bacanas para a nossa aprendizagem e formação como cidadãos. Ainda sou um dos responsáveis pela organização da Eco gincana que busca mobilizar a escola e a comunidade para temas sustentáveis. O tema sobre a água vem em um momento que precisamos realmente debater sobre o assunto e sua preservação”, disse.

Ainda realizaram, nesta quinta-feira, a culminância da etapa escolar da III Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, os Colégios Estaduais Cônego Cupertino de Lacerda, em Feira de Santana, e Eraldo Tinoco Melo, em Dom Macedo Costa. Amanhã (13), será a vez dos estudantes do Colégio Estadual Doutor Eliel da Silva Martins, em Sapeaçu.