Estudantes se destacam na redação do ENEM e almejam ingressar no Ensino Superior

Os estudantes da rede estadual de ensino veem, cada vez mais, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como um passaporte para o ingresso no Ensino Superior. Com base nos seus desempenhos em uma das provas de maior peso do exame, que é a redação, com pontuações a partir de 900, eles vivem a expectativa de conquistar uma vaga no tão sonhado curso em uma universidade.

Este é o caso da estudante Evylen Vitória Campos, 17, do Colégio Estadual Polivalente de Miguel Calmon, localizado em Miguel Calmon, que alcançou 940 pontos e deseja cursar Direito. “Com apoio de professores e videoaulas no YouTube, passei a estudar em casa e aprendi muito acompanhando os aulões de revisão do Programa Universidade para Todos (UPT). É gratificante avistar que todo o esforço existente no itinerário compensou com o bom desempenho nesta jornada. Estou bem confiante”, comentou.

Para Mailena Almeida, 18, do Centro Estadual de Educação Profissional do Semiárido, em São Domingos, que obteve 940 pontos e pretende cursar Odontologia, o apoio da escola foi essencial. “A bagagem que adquiri nos últimos anos foi importante para a minha preparação. Me esforcei em aprender todo o conteúdo e usá-lo na redação. Além disso, tive o apoio de minha professora de Redação, que me deu várias dicas”, comentou.

A estudante Larissa Brito, 18, do Colégio Estadual Luís Prisco Viana, em Lagoa Real, conquistou 920 pontos e já está concorrendo a vagas nos cursos de Direito e Psicologia, através do Sistema de Seleção Unificada (SISU). “Durante a minha preparação, conheci vários projetos do Estado que contribuíram para o meu aprendizado, a exemplo das Trilhas para o ENEM; do projeto Enem 100% e da parceria entre o Estado e o Curso Enem gratuito, garantindo acesso a materiais e aulas de qualidade. Após alguns meses de estudos, me matriculei no Universidade para Todos (UPT), por meio do qual pude me organizar melhor nos estudos e fui aprendendo mais”, afirmou.

Quem também está confiante para entrar na universidade através dos seus 900 pontos obtidos na redação é Guilherme Santos, 17, do Colégio Estadual Edivaldo Boaventura, em Maracás. “Fiz a minha inscrição do SISU para os cursos de Arquitetura e Engenharia Civil na UFBA e estou animado com as minhas colocações atuais, em 3º e 4º lugar, respectivamente. Tenho grandes chances de conquistar uma vaga, já que são 15 vagas disponíveis nos dois cursos”, disse.Durante todo o ano de 2020, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) desenvolveu uma série de programas voltados à preparação dos estudantes para o exame. Entre eles estão o ENEM 100%, que envolveu aulões virtuais até às vésperas das provas; o Programa Universidade para Todos (UPT); o Sistema de Avaliação Baiano de Educação (Simula SABE); e os programas “Estude em Casa” e “Hora do Enem”, exibidos pela TVE em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Além disso, foram disponibilizados no Portal da Educação conteúdos como Roteiros de Estudos e Trilhas de aprendizagem, além dos conteúdos da Plataforma Anísio Teixeira e dos produzidos em parceria com as 12 Instituições de Ensino Superior na Bahia.

Foto: Divulgação