SEC investe mais de R$ 6 milhões em fardamento escolar para as aulas semipresenciais

Como parte das ações voltadas para a segunda fase do ano letivo, que começou nesta segunda-feira (26), com o ensino semipresencial, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) investiu mais de R$ 6,1 milhões na aquisição de fardamento escolar. O material já foi distribuído para as escolas, por meio dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE), para a entrega aos estudantes.
O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da SEC , Manoel Calazans, disse que o novo fardamento também amplia a segurança dos estudantes quanto aos protocolos sanitários. “Nós adquirimos dois milhões de máscaras de proteção individual, mediante doação da Secretaria de Planejamento do Estado (SEPLAN), e desde o ano passado adquirimos as novas camisas, cerca de 900 mil, visando as aulas semipresenciais. É um fardamento a mais e isso também vai ampliar a segurança dos estudantes, pois é possível lavar e fazer a troca entre um dia e outro de aulas na escola”, afirmou.
Geovana Souza, 17 anos, estudante do Centro Educacional Monteiro Lobato, em Firmino Alves, já recebeu o novo fardamento e falou sobre a importância de se seguir os protocolos sanitários. “Receberemos fardas, máscaras e garrafinhas, um grande auxílio para nos adaptarmos ao novo normal. Espero que os estudantes de toda a rede se conscientizem sobre a importância de voltar presencialmente e que entendam que é mais um passo para que tudo se normalize. Depois de um semestre inteiro estudando por telas, me sinto ansiosa para esta nova modalidade de ensino”.
No Colégio Estadual Polivalente de Miguel Calmon, os estudantes também receberam a farda e a máscara de proteção individual. A estudante Itauana Dias Nascimento, de 15 anos, recebeu o kit e falou sobre este início das atividades. “A volta para às salas gera uma expectativa muito grande. Estar na escola, após  tantas coisas que passamos nesta pandemia, me deixa feliz. Ficamos um bom tempo com atividades remotas e agora, entrando no Ensino Médio, será muito bom voltarmos ao ensino presencial”.
De acordo com Fannie Sampaio, gestora do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Régis Pacheco, em Jequié, a entrega das novas camisas aos estudantes acontecerá de forma escalonada.  “Recebemos do Núcleo Territorial de Educação (NTE), 2.511 camisas, que serão distribuídas ao longo da semana, na medida em que os estudantes forem chegando. Além disso, cada estudante receberá um kit com máscara e um pequeno recipiente contendo álcool em gel para complementar os procedimentos preventivos”.

Estudantes da rede estadual recebem a sexta parcela do vale-alimentação estudantil

Os estudantes da rede estadual de ensino regularmente matriculados receberam, nesta sexta-feira (14), a sexta parcela do vale-alimentação estudantil, no valor de R$ 55 por estudante. A ação do Governo da Bahia, para a qual foram destinados R$ 48 milhões nesta etapa, totaliza, até o momento, um investimento de R$ 270 milhões com recursos próprios do Estado, direcionados para o Programa Vale-alimentação Estudantil (PVAE). A iniciativa tem o objetivo de garantir a segurança alimentar e nutricional dos estudantes. 

A estudante Ana Karollyne Dias, 16, 3º ano, do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, localizado em Senhor do Bonfim, falou de que forma o benefício vem ajudando em sua casa. “Acredito que o vale alimentação seja essencial não só para a minha família, mas também para todos aqueles que precisam desse auxílio durante a pandemia. Os meus pais perderam o emprego na mesma época e as coisas em casa ficaram mais complicadas. E, então, esse valor serve de muita ajuda para garantir a nossa alimentação e complementar a renda neste tempo difícil para todos nós. Assim como nos meses anteriores, pretendo comprar arroz, feijão, macarrão, sal e outros alimentos”, disse.  

Quem também está ansiosa para utilizar o valor disponível no cartão em um mercado próximo de sua casa é a estudante Cinthya Duarte, 17, 2º ano, do Colégio Estadual do Campo de Andorinha, localizado em Andorinha. “Estou muito contente com a liberação de mais uma parcela do vale-alimentação estudantil, pois esse valor de R$ 55 ajuda muito na nossa alimentação. Vou aproveitar para comprar alguns alimentos que eu gosto, como leite, achocolatado, biscoitos, iogurte e outros para a minha família”, comentou. 

O benefício é usado exclusivamente para a compra de alimentos, como feijão, arroz, marcarão, ovos, carne e leite, sendo de livre escolha do estudante. Os alimentos podem ser comprados com o cartão Alelo em mais de 20 mil estabelecimentos credenciados nos 417 municípios baianos, além de distritos e povoados, movimentando, também, a economia do Estado. 

A partir da próxima segunda-feira (17), os estudantes novos devem entrar em contato com a unidade escolar para agendar a retirada dos cartões. Em caso de dúvida sobre o vale-alimentação, o estudante deve entrar em contato com a escola onde está matriculado ou pelos canais da Ouvidoria (0800 284 0011 e e-mail ouvidoria@educacao.ba.gov). Outras opções são as contas do Facebook (@ouvidoriageraldabahia) e do Instagram (@ouvidoriageralbahia) da Ouvidoria Geral do Estado, que passaram a ser usadas para otimizar esta prestação de serviços aos estudantes, professores, servidores e sociedade de um modo em geral. 

Foto: Divulgação

Escolas da rede estadual de ensino podem solicitar reserva técnica de livros didáticos

As unidades escolares da rede estadual de ensino que desejam solicitar reserva técnica de livros didáticos para o ano letivo 2021 podem realizar o procedimento, a partir desta sexta-feira (14), através do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) Interativo, disponível no endereço http://pddeinterativo.mec.gov.br/. O sistema ficará aberto até o dia 20 de maio para as escolas demandarem livros. A reserva se destina a ajustar a quantidade real de estudantes e as quantidades de livros disponíveis, em cada escola, quando o remanejamento não é o suficiente. 

A coordenadora do Livro Didático e Biblioteca da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Alessandra Santana, falou da importância da reserva. “Solicitar livros na ‘Reserva’, não é obrigatório. Caso, a escola não consiga suprir a sua carência de livros via a aba ‘Remanejamento’, no PDDE Interativo, tem a oportunidade de demandá-los na reserva técnica do PDDE Interativo. É essencial que as escolas demandem os livros faltantes no sistema de remanejamento, uma vez que a reserva técnica possui o limite de até 3% dos livros que toda a rede de ensino tem direito a receber. Lembramos que o remanejamento é sempre a alternativa mais rápida para solucionar a falta de livros nas escolas e que as unidades que realizarem esta ação terão prioridade no atendimento da reserva técnica”, destacou.  

Alessandra também informou sobre a possibilidade de demandar livros na aba ‘Doação’ no sistema. “Após a conclusão do prazo da reserva técnica, será aberta pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no PDDE Interativo, a aba ‘Doação’, na qual serão disponibilizados todos os livros que sobrarem da reserva técnica. Esta é mais uma oportunidade para que as escolas consigam demandar os livros faltantes. A aba ‘Doação’ ficará disponível para acesso durante todo o ano”, salientou. 

Em caso de dúvidas, o gestor escolar pode entrar em contato com a Coordenação do Livro Didático e Biblioteca da SEC no telefone: 3115-1457 ou e-mail: alessandra.santana@enova.educacao.ba.gov.br


 Foto – Claudionor Jr / Ilustrativa

Eleições de líder de classe seguem de forma virtual até esta sexta-feira (14)

O processo eleitoral para a escolha dos líderes e vice-líderes de classe segue, de forma virtual, até esta sexta-feira (14), na escolas da rede estadual de ensino. Os estudantes estão se mobilizando e votando nos seus respectivos representantes de turmas através dos Google Forms (Formulários Google), disponibilizados pelas escolas. A novidade, neste ano, é que também serão escolhidos os representantes nos âmbitos escolar, municipal e territorial. Para estes casos, o processo eletivo será realizado em diferentes etapas. De 24 a 28 de maio, para líder da escola; de 7 a 11 de junho, para líder do município; e de 21 a 25 de junho, para líder do Núcleo Territorial de educação (NTE). Os mandatos serão válidos para o ano letivo de 2020/2021.
Em Santa Maria da Vitória, a estudante Williane da Silva, 15, 1º ano, do Colégio Estadual Rolando Laranjeira Barbosa, foi eleita líder de classe pela primeira vez. “Eu, como líder e representante da minha classe, tenho orgulho de me apresentar ao colégio como ponte de ajuda entre os professores, os gestores e os meus colegas. Com enorme satisfação, participarei ativamente das atividades, eventos, reuniões escolares, em nome da minha turma. Desde já, agradeço pelo apoio do colégio e pela confiança dos colegas que votaram em mim”, disse, entusiasmada.
Já a estudante Jady Ellen Rocha, 16, 2º ano, do Colégio Estadual Eurides Santana, localizado em Poções, contou que está animada para exercer a função de líder pela segunda vez, após ter recebido o resultado do processo eletivo de sua turma, nesta quinta-feira (13). “Para mim, é um privilégio muito grande ser eleita novamente como líder. Pretendo ajudar os meus colegas e a direção da escola com o máximo que eu puder, não só em atividades, mas também no incentivo dos meus colegas nos estudos, pois pretendo representar muito bem a minha turma como líder”, afirmou.
Sobre as eleições – Para as eleições, a unidade escolar abre um formulário on-line para a votação, que permanece aberto das 8h às 22h horas no dia da eleição. O estudante somente poderá votar para líder e vice-líder de classe se estiver matriculado. Para as eleições subsequentes, somente poderão concorrer os eleitos nas eleições anteriores e poderão participar tanto os líderes, quanto os vice-líderes.
Cabe à unidade escolar, ainda, definir e implementar as estratégias pedagógicas e administrativas que sejam apropriadas à participação dos estudantes que não têm acesso à Internet, sempre buscando respeitar as condições territoriais e cotidianas da comunidade escolar e a observância dos parâmetros de segurança relacionados à pandemia do novo Coronavírus.
As escolas que não conseguirem realizar as eleições nos prazos determinados pela portaria deverão comunicar, em tempo hábil, ao NTE e à SEC, as condições determinantes para a não realização do processo e propor datas possíveis para realizá-las.

Foto: Divulgação

Bolsa Presença reforça a segurança alimentar das famílias dos estudantes da rede estadual

O benefício do programa Bolsa Presença, cuja primeira parcela de R$ 150 já foi creditada desde o dia 27 de abril, nos cartões da bandeira Alelo, está reforçando a segurança alimentar das famílias dos estudantes da rede estadual de ensino inscritas no CadÚnico e em condição de vulnerabilidade socioeconômica. O programa destinará cerca de R$ 280 milhões a 311 mil famílias. A iniciativa do Governo da Bahia visa evitar o abandono escolar e contribuir para fortalecer o vínculo do estudante com a escola e seu processo de ensino e aprendizagem.
Cada família contemplada receberá o crédito mensal de R$ 150, por seis meses. Com o valor, os beneficiados estão comprando alimentos e materiais de limpeza em supermercados e remédios em farmácias ou utilizando em outras necessidades da família ou do estudante, a exemplo da compra de materiais didáticos.
Este é o caso da dona de casa, Almita do Livramento, mãe dos estudantes Elza Batista, 16, 1º ano, e Elvis Batista, 19, que cursa a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Colégio Estadual Eurides Santana, em Poções. “Estou muito feliz com este benefício, pois eu e meu marido estamos desempregados, temos quatro filhos e este valor está nos ajudando muito. Comprei vários alimentos no mercado, perto de casa, como carnes, verduras, legumes, frutas e outros produtos”, disse.
Quem também está com a dispensa abastecida é Pedrina Amorim, mãe do estudante Vinícius Amorim, que cursa o 1º e 2° ano no Colégio Estadual Professora Áurea dos Humildes Oliveira, em Aporá. “Sou muito grata por receber este auxílio de R$ 150, pois ajudou muito com as despesas da casa com alimentação. Acabei de comprar açúcar, óleo, macarrão, margarina e outros alimentos, bem como alguns produtos de higiene pessoal. Este benefício veio para estimular os alunos e mantê-los firmes na escola. É uma ação que mostra o quanto o governo se preocupa com todos nós”, afirmou. 
*Sobre o programa -* O benefício do Bolsa Presença é por família, mas o aluno pode acumular com os demais benefícios que recebe, ou seja, os R$ 55, por parcela, do programa Vale-alimentação Estudantil e os R$ 100 para os monitores do programa Mais Estudo. O Bolsa Presença, o Mais Estudo e o Vale-alimentação Estudantil somam mais de R$ 410 milhões de recursos próprios do Estado da Bahia.
Além de a família estar cadastrada no CadÚnico, as condições para que o aluno matriculado receba o auxílio Bolsa Presença são: assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que esteja matriculado, com frequência mínima de 75%; participação do estudante e da sua família nas atividades e avaliações escolares; desenvolvimento do projeto de vida e intervenção social; e manutenção atualizada dos dados cadastrais na unidade escolar e no CadÚnico.
*Consulta -* A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) disponibilizou um link para a consulta sobre o direito ao Programa Bolsa Presença. A consulta pode ser feita através do sistema SIADIANTE, da SEC, no Portal da Educação (educacao.ba.gov.br) . Quem não tem acesso à internet poderá ligar para a escola e solicitar a consulta no sistema.Foto: Divulgação

Estudantes se destacam na redação do ENEM e almejam ingressar no Ensino Superior

Os estudantes da rede estadual de ensino veem, cada vez mais, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como um passaporte para o ingresso no Ensino Superior. Com base nos seus desempenhos em uma das provas de maior peso do exame, que é a redação, com pontuações a partir de 900, eles vivem a expectativa de conquistar uma vaga no tão sonhado curso em uma universidade.

Este é o caso da estudante Evylen Vitória Campos, 17, do Colégio Estadual Polivalente de Miguel Calmon, localizado em Miguel Calmon, que alcançou 940 pontos e deseja cursar Direito. “Com apoio de professores e videoaulas no YouTube, passei a estudar em casa e aprendi muito acompanhando os aulões de revisão do Programa Universidade para Todos (UPT). É gratificante avistar que todo o esforço existente no itinerário compensou com o bom desempenho nesta jornada. Estou bem confiante”, comentou.

Para Mailena Almeida, 18, do Centro Estadual de Educação Profissional do Semiárido, em São Domingos, que obteve 940 pontos e pretende cursar Odontologia, o apoio da escola foi essencial. “A bagagem que adquiri nos últimos anos foi importante para a minha preparação. Me esforcei em aprender todo o conteúdo e usá-lo na redação. Além disso, tive o apoio de minha professora de Redação, que me deu várias dicas”, comentou.

A estudante Larissa Brito, 18, do Colégio Estadual Luís Prisco Viana, em Lagoa Real, conquistou 920 pontos e já está concorrendo a vagas nos cursos de Direito e Psicologia, através do Sistema de Seleção Unificada (SISU). “Durante a minha preparação, conheci vários projetos do Estado que contribuíram para o meu aprendizado, a exemplo das Trilhas para o ENEM; do projeto Enem 100% e da parceria entre o Estado e o Curso Enem gratuito, garantindo acesso a materiais e aulas de qualidade. Após alguns meses de estudos, me matriculei no Universidade para Todos (UPT), por meio do qual pude me organizar melhor nos estudos e fui aprendendo mais”, afirmou.

Quem também está confiante para entrar na universidade através dos seus 900 pontos obtidos na redação é Guilherme Santos, 17, do Colégio Estadual Edivaldo Boaventura, em Maracás. “Fiz a minha inscrição do SISU para os cursos de Arquitetura e Engenharia Civil na UFBA e estou animado com as minhas colocações atuais, em 3º e 4º lugar, respectivamente. Tenho grandes chances de conquistar uma vaga, já que são 15 vagas disponíveis nos dois cursos”, disse.Durante todo o ano de 2020, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) desenvolveu uma série de programas voltados à preparação dos estudantes para o exame. Entre eles estão o ENEM 100%, que envolveu aulões virtuais até às vésperas das provas; o Programa Universidade para Todos (UPT); o Sistema de Avaliação Baiano de Educação (Simula SABE); e os programas “Estude em Casa” e “Hora do Enem”, exibidos pela TVE em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Além disso, foram disponibilizados no Portal da Educação conteúdos como Roteiros de Estudos e Trilhas de aprendizagem, além dos conteúdos da Plataforma Anísio Teixeira e dos produzidos em parceria com as 12 Instituições de Ensino Superior na Bahia.

Foto: Divulgação

Matrícula para alunos novos na rede estadual de ensino se encerra nesta quarta-feira (14)

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, nesta quarta-feira (14), o último dia de matrícula da rede estadual de ensino para o ano letivo 2020/21 de alunos novos e transferência para estudantes da rede que desejam mudar de escola. Nesta etapa, organizada por bloco de municípios, estão sendo contemplados estudantes de Salvador e mais 29 municípios, como Lauro de Freitas, Madre de Deus e Porto Seguro, pertencentes ao Núcleos Territoriais da Educação de Senhor do Bonfim (NTE 25); Salvador e Região Metropolitana (NTE 26); e Eunápolis (NTE 27).

Nesta terça-feira (13), foi iniciada a matrícula para alunos novos para o Ensino Médio e suas modalidades, que acontece durante dois dias. Já nesta quarta(14), poderá também ser realizada a matrícula de alunos novos em qualquer ano/série para o Ensino Fundamental. A matrícula para alunos novos do Ensino Médio também poderá ser realizada nesta quarta. Quem é aluno da rede estadual já teve a matrícula renovada automaticamente.

Em São Sebastião do Passé, a 67,6 km de Salvador, Paulo Roberto Moreira matriculou o seu filho Paulo Vinícius Moreira, 15, que estudava na rede privada, na Escola Família Batista e, agora, fará a 1ª série do Ensino Médio, no Colégio Polivalente Monsenhor Luiz Ferreira de Brito. “Me formei neste colégio e hoje matriculei o meu filho, pois conheço o trabalho realizado e sei que ele vai aprender muito, assim como eu também aprendi. Gostei muito do atendimento, porque ocorreu de forma segura, sem aglomeração. Mediram a minha temperatura e me deram álcool em gel para passar nas mãos”, contou.

A matrícula para alunos novos pode ser feita pelo SAC Digital (www.sacdigital.ba.gov.br) ou pelo aplicativo SAC Digital (disponível, gratuitamente, nos sistemas Android e IOS). Para os estudantes ou pais sem acesso à internet, a matrícula pode ser realizada em qualquer escola da rede estadual, mesmo não sendo aquela que o estudante vá estudar, mediante agendamento prévio por telefone. Este também é o critério para os estudantes que são da rede e queiram mudar de escola.

Confira o cronograma desta etapa:

 – Até o dia 14 – Transferência de estudantes da rede que desejam mudar de escola, além da matrícula de alunos novos concluintes do 5º ano ou 9º ano do Ensino Fundamental regularmente matriculados na rede pública municipal de ensino, no ano letivo de 2020, cujas escolas não oferecem a série subsequente.

– Dias 13 e 14 –  Acontecerá a matrícula para alunos novos para o Ensino Médio e suas modalidades.

– Dia 14 – Serão matriculados os alunos novos em qualquer ano/série para o Ensino Fundamental.

Como faz a matrícula on-line

Para fazer a matrícula on-line, o estudante deve fazer o cadastro no SAC Digital. Basta acessar o endereço www.sacdigital.ba.gov.br na internet e clicar na opção “Cadastre-se”. Caso prefira, o estudante pode fazer seu cadastro no aplicativo SAC Digital. O app está disponível para celulares Android e IOS. Se o aluno novo for menor de 16 anos, o cadastro deverá ser feito em nome dos pais ou do responsável.

Na internet ou no app, será necessário preencher e fornecer dados pessoais, como nome completo, CPF, data de nascimento, e-mail e telefones para contato, entre outros, clicando em “Avançar”. Nas páginas seguintes, serão preenchidas informações sobre endereço do estudante e senha para acesso à plataforma. Todos os dados fornecidos serão confirmados na quarta e última páginas.

Uma mensagem será enviada para o e-mail cadastrado no SAC Digital para a ativação da conta. Com isso, o estudante poderá acessar a plataforma em “Entrar”, fornecendo senha e login, e buscar o serviço “Solicitar matrícula para aluno novo”.

Para a comprovação da matrícula, os alunos novos precisarão apresentar, em data a ser agendada com a escola, os seguintes documentos: original do Histórico Escolar; original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura); original e cópia da carteira de vacinação; cópia da Cédula de Identidade da mãe do aluno; e cópia do CPF da mãe do aluno.

Foto: Divulgação


TV Educa Bahia apresenta programação de estudos voltada para o ensino remoto

Com uma programação voltada a conteúdos educativos, a TV Educa Bahia é uma opção complementar para os estudantes da rede estadual, nesta fase de ensino 100% remoto. Disponível na Tv Aberta (canais: http://bit.ly/sintonizeEducaBahia) em todos os 27 territórios de identidade e com transmissão online, através do portal http://educabahia.ba.gov.br, a TV apresenta um material qualificado, baseado nos diferentes componentes curriculares.  A iniciativa faz parte do conjunto de ações implementadas pelo Governo do Estado para o ano letivo 2020/2021, que está sendo realizado de forma 100% remota, nesta primeira fase.

A estudante Sâmara Silva, 18 anos, matriculada no 3º ano do Ensino Médio no Colégio Estadual de Conceição de Jacuípe, é bolsista do Programa Mais Estudo e assiste o canal para agregar conhecimento e transmitir informações para seus colegas. “Sou monitora de Português e considero que os programas transmitidos na TV Educa Bahia servem para complementar as nossas aulas. Gostei da iniciativa, uso algumas das estratégias que passam na programação para auxiliar meus colegas e para aprender mais”.

No Educa Bahia, os estudantes têm a possibilidade de acesso às vídeoaulas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Química, Física, Artes, Língua Inglesa, Educação Física, Literatura, Sociologia, Biologia, Redação, Ciências e Língua Espanhola. Além disso, fazem parte da programação lives, documentários e programas como o Coletivando; Destino: Educação – escolas inovadoras; Entrevista: literatura indígena para crianças; Camarote 21; quadrinhos em sala de aula; Vamos aprender: os movimentos do corpo; Vamos aprender: brincando com as palavras; Sementes do amanhã; e Expresso futuro.

Para os estudantes do Ensino Fundamental, são transmitidas diariamente aulas do Programa Vamos Aprender. O 4 ° e 5° ano têm programação das 13h às 13h30; o 6° é 7° ano, das 13h30 às 14h10; e o 8° e 9° ano, das 14h10 às 14h50. Para os alunos do Ensino Médio estão sendo transmitidas aulas do Programa Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), produzidas por professores do Instituto Anísio Teixeira (IAT). A 1° série do Ensino Médio tem conteúdos dirigidos das 8h às 10h30; o 2° ano, das 10h30 às 13h; e o 3° ano, das 14h50 às 17h30. Os horários seguintes são preenchidos pela grade do Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho, em uma parceria com a TV Educa Bahia.Foto:

Divulgação

Inscrições para a monitoria do Mais Estudo são prorrogadas até 9 de abril

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) prorrogou, até o dia 9 de abril, as inscrições para 52 mil vagas do Programa Mais Estudo.  Os estudantes irão contribuir para a aprendizagem dos colegas em Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica. São duas vagas de monitores por turma para todas as unidades escolares da rede estadual. Serão selecionados os estudantes com bom desempenho escolar, conforme critérios estabelecidos pela SEC, que receberão uma bolsa mensal de R$ 100,00, durante o período de vinculação ao Programa. Para saber se está habilitado para participar da monitoria, o estudante deve entrar em contato, por telefone, com a equipe gestora ou coordenação pedagógica da sua unidade escolar.
De acordo com a SEC, serão selecionados os estudantes do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, em todas as ofertas e modalidades, desde que estejam regularmente matriculados na unidade escolar em que irá realizar a monitoria, tendo obtido aproveitamento com média final igual ou maior a oito (8,0), no ano letivo ou no trimestre anterior àquele em que será iniciada a seleção no Componente Curricular no qual pleiteia a monitoria. Nas unidades escolares em que haja alunos com nota média igual ou maior que oito em número insuficiente ao preenchimento das vagas disponibilizadas, serão considerados elegíveis, aqueles com nota/média igual ou maior que sete (7,0). O estudante também precisará ter nome na lista de pré-habilitados divulgada no Sistema de Gestão do programa, no site http://educacaobahia.com.br/. Outros critérios são: possuir Cadastro de Pessoa Física (CPF) devidamente regularizado; dispor de oito horas semanais, de acordo com o calendário definido pela equipe gestora e pela Coordenação Pedagógica da unidade escolar; e não estar atuando em outra monitoria. Para aderir ao programa, o gestor da unidade escolar deverá confirmar a participação do estudante através da inscrição da unidade escolar no Sistema de Gestão do programa, no site informado anteriormente.

Começa nova etapa de matrícula para alunos novos na rede estadual em 125 municípios e sete Núcleos Territoriais de Educação

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) inicia, nesta segunda-feira (5), uma nova etapa do processo de matrícula para alunos novos e transferência para estudantes da rede que desejam mudar de escola. A matrícula, que segue até o dia 14 de abril, está ocorrendo por blocos de municípios e Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e os pais ou estudantes precisam consultar as datas, conforme o cronograma disponível no Portal da Educação (estudantes.educacao.ba.gov.br/matricula2021). Nesta etapa, que vai até o dia 8 de abril, a ação envolve estudantes de 125 municípios de sete Núcleos Territoriais de Educação (NTEs). A relação dos municípios correspondentes a cada NTE e os telefones das escolas também estão disponíveis no Portal da Educação. Quem é aluno da rede estadual já teve a matrícula renovada automaticamente.

A matrícula para alunos novos pode ser feita pelo SAC Digital, no endereço eletrônico www.sacdigital.ba.gov.br/, ou pelo aplicativo SAC Digital (disponível, gratuitamente, nos sistemas Android e IOS). Para os estudantes ou pais sem acesso à internet, a matrícula pode ser realizada em qualquer escola da rede estadual, mesmo não sendo aquela que o estudante vá estudar, mediante agendamento prévio por telefone. Este também é o critério para os estudantes que são da rede e queiram mudar de escola.

A matrícula de concluintes do 5º ano ou 9º ano do Ensino Fundamental regularmente matriculados na rede pública municipal de ensino, no ano letivo de 2020, cujas escolas não oferecem a série subsequente, será de 6 a 8 de abril. Já para o ingresso do candidato em unidade escolar da rede estadual em qualquer ano/série para o Ensino Fundamental, a matrícula nova será no dia 8 e, para o Ensino Médio, nos dias 7 e 8.

Este terceiro bloco de matrículas contempla os seguintes NTEs: Ribeira do Pombal (NTE 17); Alagoinhas (NTE 18); Feira de Santana (NTE 19); Vitória da Conquista (NTE 20); Santo Antônio de Jesus (NTE 21); Jequié (NTE 22); e Santa Maria da Vitória (NTE 23). Dentre as cidades, destacam-se: Aporá, Esplanada, Rio Real, São Felipe, Ubatã e Varzedo, entre outras.

Como faz a matrícula on-line

Para fazer a matrícula on-line, o estudante deve fazer o cadastro no SAC Digital. Basta acessar o endereço www.sacdigital.ba.gov.br na internet e clicar na opção “Cadastre-se”. Caso prefira, o estudante pode fazer seu cadastro no aplicativo SAC Digital. O app está disponível para celulares Android e iOS. Se o aluno novo for menor de 16 anos, o cadastro deverá ser feito em nome dos pais ou do responsável.

Na internet ou no app, será necessário preencher os dados pessoais, como nome completo, CPF, data de nascimento, e-mail e telefones para contato, entre outros, clicando em “Avançar”. Nas páginas seguintes, serão preenchidas informações sobre endereço do estudante e senha para acesso à plataforma. Todos os dados fornecidos serão confirmados na quarta e última página.

Uma mensagem será enviada para o e-mail cadastrado no SAC Digital para a ativação da conta. Com isso, o estudante poderá acessar a plataforma em “Entrar”, fornecendo senha e login, e buscar o serviço “Solicitar matrícula para aluno novo”.

Para a comprovação da matrícula, os alunos novos precisarão apresentar, em data a ser agendada com a escola, os seguintes documentos: original do Histórico Escolar; original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura); original e cópia da carteira de vacinação; cópia da Cédula de Identidade da mãe do aluno; e cópia do CPF da mãe do aluno.Foto: Ilustrativa