Jogos Estudantis da Rede Pública mobilizam estudantes da capital e do interior

A bola rolou durante o II Festival Desportivo do Colégio Estadual Desembargador Pedro Ribeiro, localizado no bairro de São Caetano, em Salvador. Os estudantes da unidade promoveram, nesta sexta-feira (24), no Ginásio do Colégio Estadual Pinto de Carvalho, na mesma localidade, um dia festivo, recheado de atividades. A programação faz parte dos Jogos Estudantis da Rede Pública e tem o objetivo de incentivar a cultura da prática esportiva saudável dentro de uma proposta lúdica de aprendizado.  O JERP, que está completando 10 anos, também está agitando a cena esportiva no interior e nesta sexta-feira também foi realizado em Camacã (525 km de Salvador), com escolas ligadas ao Núcleo Territorial de Educação de Itabuna (NTE 5).

 

Entre as ações realizadas no II Festival Desportivo estavam desfile cultural pelas ruas do bairro, apresentações de dança e o movimentado campeonato de handebol. O professor de Educação Física e coordenador do evento, Silvio Roberto Santos, explicou que o festival é a culminância das atividades da primeira unidade com a participação dos estudantes do Ensino Fundamental II. “Este foi um momento de confraternização e fechamento da unidade da disciplina de Educação Física. O festival é apenas um meio para que outros requisitos importantes na vida deles possam ser pesquisados e estudados. Durante a unidade, os alunos buscaram informações sobre o handebol, sua história e como está a aceitação da modalidade em nosso Estado. Eles também buscaram informações sobre alimentação saudável e elaboraram apresentações culturais”, contou.

 

A estudante Larissa de Jesus Evangelista, 12 anos, do 6º ano, realizou uma apresentação de dança juntamente com suas colegas de sala. “Resolvemos dançar porque é algo que já fazemos quase que diariamente e a dança faz parte da proposta do festival, que é movimentar o corpo de forma saudável. O festival está bem legal, estamos aproveitando o momento que saímos um pouco da sala de aula para interagir com colegas de outras turmas”, comentou.

 

Vagner Almeida, 14, 6ª ano, participou pelo segundo ano do campeonato de handebol, e aproveitou a experiência na competição na hora de realizar boas jogadas e ajudar seu time. “Me preparei direitinho para a competição. Sempre aproveito as aulas de Educação Física para treinar, organizar as jogadas, tentar a cada dia me superar para durante os campeonatos realizar uma boa disputa”, pontuou o jovem. Já sua colega Ana Luiza Lima dos Santos, 13, 7º ano, também é atleta de handebol, participou do campeonato pela primeira vez. “Gostei muito de jogar handebol. É uma modalidade pouco conhecida, mas que é bem legal. Desde que comecei os treinos sinto que melhorei bastante na questão de disciplina, postura e alimentação”.

Etapas JERP – Já em Camacã, as competições do JERP foram realizadas no Ginásio Esportivo da cidade, com estudantes das cidades de Camacan, Jussari, Pau Brasil, Mascote, Arataca, São João do Paraíso e Itaju do Colônia. Durante todo o dia foram disputadas as modalidades de futsal, futebol de campo, handebol, baleado, atletismo, xadrez e tênis de mesa.

 

O estudante Pedro Henrique, 16, 1º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Rômulo Galvão, na cidade de Mascote (a 544 km de Salvador), falou sobre a sua motivação para o JERP. “Esta é uma experiência maravilhosa. Minha equipe está muito unida e focada na classificação para a próxima fase dos Jogos, e só falta uma partida para essa conquista”, comemorou o jovem.

Jogos estudantis no Colegio Pinto de Carvalho -   foto. Claudionor Jr (1)
ERP Etapa Pólo de Camacan - NTE 05 - DIVULGAÇÃO (2)
Fotos: Divulgação

Estudantes da rede estadual fazem provas da 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Estudantes da rede estadual de ensino participaram, nesta terça-feira (21), da primeira fase da 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), que teve 18,1 milhões de estudantes inscritos em todo o país. Na Bahia, a OBMEP teve 1.092 escolas estaduais inscritas, ou seja, mais de 90% da rede estadual. As provas foram aplicadas durante duas horas e 30 minutos e envolveram 20 questões preparadas em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade: Nível 1 (6º e 7º anos do Ensino Fundamental), Nível 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) e Nível 3 (estudantes do Ensino Médio). Os alunos classificados nesta etapa farão a prova da segunda fase, em 28 de setembro.

No Colégio Estadual de Cravolândia (159 km de Salvador), 261 alunos participaram das provas. Eles chegaram cedo e foram recebidos com palavras de incentivo e cartazes com frase motivacionais do tipo: “seja o nosso campeão”. No município de São Félix (a 119 km da capital) o estudante Ihlan de Lima, 14 anos, que faz o 1º ano do Ensino Médio no Colégio Estadual Rômulo Galvão, saiu confiante. “Sempre gostei de Matemática e fazer a prova da OBMEP foi tranquilo para mim. Foram vinte questões de fácil resolução. Me preparei, tive apoio e incentivo dos professores para hoje e espero ter uma boa colocação”.

A Secretaria da Educação do Estado tem estimulado os estudantes a participarem das diversas olimpíadas nacionais e estaduais, em distintas áreas do conhecimento, cujas inscrições são gratuitas. O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, disse que as olimpíadas são espaços importantes de valorização dos estudantes e professores, além de contribuírem para o desenvolvimento das habilidades nos mais variados componentes curriculares. “Estamos em uma fase de fortalecimento de uma agenda da Educação da Bahia e, dentre as atividades que estamos realizando, está a mobilização para a participação das diversas olimpíadas em diferentes áreas do conhecimento. É importante que todos os colegiados escolares mobilizem os estudantes”, destacou.

Mais sobre a OBMEP - A OBMEP tem como objetivo contribuir para estimular o estudo da Matemática, identificar jovens talentosos, incentivar o ingresso dos estudantes em áreas científicas e tecnológicas e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento. Como premiação para os primeiros colocados das escolas públicas serão concedidas 6.500 medalhas, sendo 500 de ouro, 1.500 de prata e 4.500 de bronze e serão entregues até 46.200 certificados de menção honrosa. Estudantes de instituições particulares receberão 975 medalhas, sendo 75 de ouro, 225 de prata e 675 de bronze, e até 5.700 certificados de menção honrosa. A divulgação dos vencedores está prevista para 3 de dezembro.

Colégio Estadual de Cravolândia3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Colégio Estadual de Cravolândia3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Divulgação

Governo do Estado promove mais de 22 mil professores da carreira do magistério público estadual

Como forma de valorizar a carreira do magistério público estadual, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, publicou neste sábado (18), no Diário Oficial (D.O), a progressão nos graus da carreira de 22.763 educadores da rede estadual de ensino. Com o mesmo objetivo também foi publicada, no Diário Oficial, a mudança de padrão por conclusão de cursos de pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado) de 754 educadores, sendo 731 professores e de 23 coordenadores pedagógicos.

Ao todo, de 2015 a 2019, já foram concedidos pelo Estado mais de 100 mil benefícios, como gratificação de estímulo ao aperfeiçoamento profissional, promoção nos graus e progressão funcional por avanço vertical na carreira do magistério público estadual dos Ensino Fundamental e Médio.

A progressão da carreira contempla os 22.763 professores e coordenadores pedagógicos que concluíram o curso on-line “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, ofertado na modalidade à distância no ambiente virtual da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Com a promoção no grau da carreira do magistério, os educadores tiveram um ganho real de 14% no vencimento básico, divididos entre os anos de 2018 e 2019, sendo que 6% da promoção foram antecipados pela inscrição do modulo II, em setembro de 2018. O investimento total do Estado com a medida gira em torno de R$ 348 milhões.

Sobre o curso – As aulas do curso on-line, também conhecido como CATE 3, foram realizadas fazendo uso de uma estrutura tecnológica e metodológica que possibilitou aos professores e coordenadores pedagógicos acessá-lo por meio de ambiente virtual de aprendizagem. O curso teve a carga horária integral de 120 horas e foi constituído de dois módulos de 60h cada. O primeiro teve três etapas divididas em: Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) para a comunicação e coleta de dados; TDIC para Comunicação, Produção e Colaboração; e Avaliação do Módulo. O segundo módulo também teve três etapas divididos em: TDIC para Organização e Criação; Ambientes Virtuais de Aprendizagem; e Avaliação do Módulo.

volta às aulas - Claudionor JR

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

Começa nesta terça-feira (21) a matrícula do pré-vestibular Universidade Para Todos

A matrícula para o cursinho pré-vestibular Universidade para Todos começa nesta terça-feira (21) e segue sexta (24), no local e turno para os quais o aluno optou para cursar. O programa é ofertados pela Secretaria da Educação do Estado em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UESC, UEFS e UESB) e tem como objetivo o fortalecimento da política de acesso à Educação Superior. Neste ano, foram inscritos 32.711 estudantes de todo o Estado para as 11.505 vagas ofertadas. As aulas irão começar no dia 27 deste mês e seguem até dezembro.

 

No ato da matrícula, o estudante classificado deverá apresentar os documentos expressos no edital, dentre os quais os documentos pessoais e os históricos escolares do Fundamental II e do Ensino Médio. Além das aulas, os alunos têm acesso aos projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados, revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e orientação vocacional. Para os cursistas da UNEB e UESB, que obtiverem frequência superior a 75% nas aulas, está garantida a isenção da taxa de inscrição no vestibular.

 

Para a execução do projeto, serão selecionados pelas universidades parcerias, 1.034 estudantes universitários que atuarão como professores/monitores. Esta é mais uma política pública educacional desenvolvida pela Secretaria da Educação do Estado voltada para a juventude, de modo a oportunizar aos universitários a vivência do exercício da docência. Durante a execução do programa, esses alunos serão acompanhados e passarão por formação.

 

O cursinho pré-vestibular é voltado a estudantes matriculados, em 2019, no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou nas suas modalidades correspondentes; aos matriculados, em 2019, no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio da rede estadual ou municipal ou nas suas modalidades correspondentes; e nos egressos do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia. Marcado pela abrangência nos 27 Territórios de Identidade, o programa já possibilitou a cerca de 20 mil estudantes o ingresso no Ensino Superior em diversas instituições, ao longo de dez anos.

 

 

Foto Suami Dias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Ilustrativa / Suami Dias

Programação dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP) movimentará a cena esportiva no interior durante a semana

Uma intensa programação dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP) será desenvolvida durante toda esta semana na etapa municipal da competição. Estão previstos jogos em várias modalidades, como vôlei, basquete, futsal e handebol nas áreas dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) de Barreiras (NTE 11); Seabra (NTE 3), Teixeira de Freitas (NTE 7) Alagoinhas (NTE 18), Jequié (NTE 22) e Santa Maria da Vitória (NTE 23). Neste ano, estão sendo comemorados os 10 anos do JERP e além das modalidades tradicionais, os jogos envolvem modalidades inovadoras, que possuem referências nos territórios, a exemplo da argolinha, da natação no rio e do samba de roda, que têm uma expressão cultural sem, necessariamente, ter uma expressão competitiva.

Em Barreiras, a etapa municipal começou nesta segunda-feira (20) e segue até o dia 29 de maio, com estudantes das cidades de Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Formosa do Rio Preto, Riachão das Neves e Santa Rita de Cássia. Ao todo são 34 escolas participantes, dos 14 municípios que fazem parte deste núcleo. Em Alagoinhas, as competições serão realizadas nesta segunda, com estudantes de Aramari, Oriçangas, Pedrão, Esplanada, Cardeal da Silva e Entre Rios.

Já em Jequié (NTE 22), os jogos serão de terça (21) a sábado (25) e na área do núcleo de Seabra (NTE 03), as competições serão na quinta e na sexta-feira (23 a 24), envolvendo estudantes de Seabra, Barra de Estiva, Andaraí, Mucugê, Nova Redenção e Iramaia. Na sexta-feira estão programados os jogos na área do NTE de Teixeira de Freitas e do núcleo de Santana Maria da Vitória.

Na semana passada, o JERP promoveu uma grande integração com os estudantes da área do NTE de Valença (NTE 6), reunindo mais de 500 estudantes das redes públicas estadual, municipal e federal, no Colégio Estadual Gentil Paraíso Martins. Foram disputadas as modalidades de hadebol, basquete, futsal, baleado e xadrez. No distrito de Olivença, pertencente ao município de Ilhéus (a 446Km de Salvador), no Sul do Estado, foram realizados os Jogos Indígenas Estudantis dos Tupinambá. As competições aconteceram de quinta a domingo (16 a 19), na Aldeia Mãe Olivença, com estudantes de seis escolas indígenas das regiões Sul e Sudeste do Estado, área do NTE de Itabuna. Entre as modalidades disputadas estavam arco e flecha, cabo de guerra, arremesso de tacape, luta corporal, luta com maracá, puxada do mastro, zarabatana e corrida rústica.

Sobre o JERP – Os Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP) fortalecem e promovem o fomento da cultura corporal no currículo da Educação Básica. O projeto organizado pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, por meio de cada um dos 27 Núcleos Territoriais de Educação do Estado (NTE), tem a função de fortalecer a ação educativa na escola, tendo como fundamento a cultura corporal que deve fundamentar o currículo, por meio de práticas docentes e do assessoramento pedagógico. Os jogos acontecem por etapas. A etapa escolar foi a primeira a ser realizada e depois da etapa municipal, também serão promovidas as etapas polos, territoriais, zonal, regional e nacional.

 

IMG-20190516-WA0014 IMG-20190516-WA0016

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Ilustrativa

Secretaria da Educação do Estado discute novas perspectivas sobre a oferta da Educação Integral

A parceria com diferentes organismos tem sido viabilizada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) para fortalecer o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. E foi nesta perspectiva que membros do Instituto Sonho Grande e do Instituto de Corresponsabilidade na Educação (ICE) apresentaram ao secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, nesta segunda-feira (20), o projeto Ensino Médio em Tempo Integral. A experiência dos dois institutos é realizada em 18 Estados e tem como foco a expansão da formação integral dos estudantes. Participaram também da atividade representantes do Grupo Águia Branca e do Instituto Natura.

O secretário Jerônimo falou sobre o programa de Educação em Tempo Integral da rede estadual de ensino, que já foi implantado em 91 escolas, em 49 municípios baianos, alcançando quase 20 mil estudantes dos Ensino Fundamental e Médio. Ele também destacou a importância desta união de esforços para melhorar a educação. “A Educação está entre as prioridades do governador Rui Costa, por isso queremos aprofundar a estratégia de expansão das escolas em tempo integral, para que possamos dialogar de forma concreta e objetiva, levando em conta que estamos trabalhando em função do aprendizado dos nossos alunos que estão em sala de aula”.

A representante do Instituto de Corresponsabilidade na Educação (ICE), Juliana Zimmerman, falou sobre o diálogo com a Secretaria da Educação. “Para nós foi uma oportunidade maravilhosa estar aqui no Estado da Bahia levando um pouco do nosso conhecimento e nossa experiência já em 18 Estados e conhecer as especificidades daqui o que já foi feito em relação à Educação Integral. A Bahia tem muito a contribuir com o desenvolvimento do nosso projeto e a gente também com o que já construímos ao longo desses anos”.

O encontro também foi avaliado pelo representante do Instituto Sonho Grande, Igor Lima: “Ficamos muito felizes de apresentar um projeto que consideramos que já está ajudando a vida de vários jovens no Brasil. E vai ser muito interessante se a gente puder trazer esta experiência que temos em Pernambuco como um de nossos cases de resultados positivos em aprendizagem e fluxo, diminuindo as desigualdades sociais e melhorando as condições de vida dos egressos. Espero que tenhamos a oportunidade de trabalharmos juntos, contribuindo e aprendendo juntos, sempre ouvindo a SEC”.

O diretor de Relações Institucionais do Grupo Águia Branca, Wagner Chieppe, também falou sobre estra troca de experiências: “Para mim foi um momento importante porque estamos pensando aqui e dedicando a atenção para o maior motor do desenvolvimento socioeconômico do país, que é a Educação. A Bahia, com toda a tradição que conheço, dará grandes contribuições para o desenvolvimento da Educação no Brasil”.

Programa de Educação Integral – Desenvolver os alunos de forma completa é o foco da Educação em Tempo Integral ofertada na rede estadual de ensino, que trabalha com a perspectiva de ampliar os tempos e espaços de formação escolar promovendo a formação humana integral do estudante.

Secretário Jerônimo Rodrigues recebe representantes ligados ao Escola Integral - foto. Claudionor Jr (2)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Claudionor Jr

Projetos da Organização dos Estados Ibero-americanos são apresentados na Secretaria da Educação do Estado

Representantes da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) foram recebidos, na quinta-feira (16), pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, na sede da secretaria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Na oportunidade, foram apresentadas ações desenvolvidas pela instituição, que tem o objetivo de fomentar projetos de cultura, ciência e tecnologia, tendo como foco principal fortalecer a Educação Infantil e a Educação Profissional, além de promover pesquisas e a valorização de boas práticas educacionais.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou sobre as novas possibilidades de parcerias que contribuam na melhoria da Educação. “Esta visita teve o objetivo de conhecermos o trabalho desenvolvido pelo OEI, para vermos o que podemos desenvolver junto com eles no aspecto da educação. Sabemos da necessidade de estreitar esses laços, porque mesmo sabendo das nossas responsabilidades, acreditamos que a educação está nas mãos de toda a sociedade, e não apenas dos gestores federais, estaduais e municipais. Vamos dar continuidade a esta agenda e, com certeza, desenvolveremos projetos nesta área”, disse.

O diretor da OEI, Raphael Callou, falou sobre esta troca de experiências. “Estamos com esta finalidade de ampliar o trabalho feito no país. Nossos projetos acontecem em uma esfera federal e a ideia, a partir deste ano, é iniciar uma aproximação maior com Estados e municípios, com foco em projetos direcionados para eles. Sabemos do desafio do Estado, que tem uma dimensão gigantesca, mas queremos conhecer mais os seus projetos e analisar a sinergia entre os nossos trabalhos”, contou.

OEI – A Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) é um organismo internacional de caráter governamental para a cooperação entre os países ibero-americanos nos campos da educação, da ciência, da tecnologia e da cultura, no contexto do desenvolvimento integral, da democracia e da integração regional. A sede central da sua Secretaria-Geral está em Madri, Espanha, e conta com escritórios regionais na Argentina, na Bolívia, no Brasil, no Chile, na Colômbia, na Costa Rica, na República Dominicana, no Equador, em El Salvador, na Guatemala, em Honduras, no México, na Nicaragua, no Panama, no Paraguai, no Peru e no Uruguai.

 DSC_0031 WhatsApp Image 2019-05-17 at 09.28.20 (2)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Suami Dias

Secretaria e IFBA abordam parceria para ações voltadas à Educação Profissional e Tecnológica

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) e o Instituto Federal da Bahia (IFBA) discutiram, nesta quinta-feira (16), uma agenda comum voltada para a Educação Profissional e Tecnológica. A proposta é unir as competências e fazer uma cooperação para o compartilhamento de conhecimentos e estruturas, além de integrar as Instituições de Ensino Superior, voltada para a formação profissional dos estudantes.

A rede estadual de Educação Profissional do Estado conta com cerca de 100 mil estudantes matriculados, em 218 unidades ofertantes, em 146 municípios de todos os Territórios de Identidade da Bahia. O secretário da Educação do Estado falou que  parcerias como esta fortalecem e qualificam a educação pública. “Estamos conseguindo criar uma agenda com as universidades e institutos federais para planejarmos juntos ações que contribuam para a melhoria da Educação, da primeira infância ao Ensino Superior. Com o IFBA temos a condição de ampliar este trabalho principalmente no interior, contando com o regime de colaboração com os municípios. Queremos ampliar a oferta de cursos e chegar aos locais aonde as instituições não chegaram ainda, compartilhando espaços, equipamentos e a ação de projetos federais. Queremos fazer um diagnóstico para efetivar esse trabalho de forma concreta, analisando o que podemos já fazer neste ano e um planejamento para os próximos três anos”, destacou o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues.

O reitor do IFBA, Renato da Anunciação, falou desta articulação com a Secretaria da Educação do Estado. “Demos um passo que pode colocar a Bahia como referência em educação, melhorando a qualidade do ensino, da pesquisa, da extensão, porque as ações englobam todas essas perspectivas, de forma que possamos fortalecer a educação publica. Precisamos nos aproximar das prefeituras, porque com a melhoria da Educação Básica, temos melhores condições de qualificar o ensino técnico e superior”, ressaltou.

Reunião com IFBA - Foto1 Reunião com IFBA - Foto2

Fotos: Suâmi Dias

Terminam nesta sexta-feira (17) as inscrições para o ENEM

As inscrições para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 2019, terminam às 23h59  (horário de Brasília) desta sexta-feira (17), exclusivamente pela internet, no portal do INEP (https://enem.inep.gov.br/participante/#!/inicial). A Secretaria da Educação do Estado, por meio do projeto ENEM 100%, orienta as escolas da rede para que seja dado todo o suporte necessário aos estudantes para as inscrições, desde a orientação do processo até à disponibilização de computadores. As provas do ENEM 2019 serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro.

 

Ao acessar a página de inscrição, na tela inicial, são solicitados o número do CPF e a data de nascimento do participante. Em seguida, o candidato deve preencher uma ficha com os seus dados pessoais, como número da identidade e endereço. O passo seguinte é criar uma senha de, no mínimo, seis, e, no máximo, dez caracteres. Nessa seção, o candidato informa se necessita de atendimento especializado para fazer a prova. Depois, será preciso selecionar um idioma: ENEM Inglês ou ENEM Espanhol para responder a prova de língua estrangeira. Além disso, também deve escolher a cidade onde deseja realizar o exame.

 

As etapas seguintes da inscrição são: responder as informações relacionadas à situação no Ensino Médio; preencher um questionário socioeconômico com questões sobre renda e grupo familiar; e, para finalizar, o candidato deve imprimir o boleto e realizar o pagamento até a data de vencimento que está especificada no documento, no caso dos candidatos que não estão isentos da taxa de inscrição.

 

Após as inscrições, a outra orientação da Secretaria da Educação do Estado é para que os gestores das unidades escolares enviem a relação de todos os estudantes inscritos (incluindo os que se inscreveram fora da escola) para o lançamento no Sistema de Gestão Escolar (SGE).

 

Mais sobre o ENEM 100% - Além da mobilização dos estudantes para a inscrição, o projeto ENEM 100% também envolve o fortalecimento das aprendizagens, por meio do Redijaê e dos Aulões de Revisão. Os aulões, previstos para serem realizados no auditório da SEC, no período de 15 de julho a 25 de outubro, nos turnos matutino e vespertino, visam ampliar as oportunidades de aprendizagens de competências cognitivas e socioemocionais dos estudantes do 3º ano do Ensino Médio, com foco na melhoria do desempenho no ENEM. Já o Redijaê é uma ação para fortalecer a produção textual por meio da Sala de Aula Virtual (Google Classroom), com foco na melhoria da proficiência escrita dos estudantes. Os temas sugeridos nas redações do Redijaê deste ano são: “Direitos e deveres do cidadão no Brasil contemporâneo”; “O mundo do trabalho e as perspectivas de futuro”; e “Imigrações e a crise dos refugiados”.

 

(57)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Ilustrativa

 

Educadores dialogam sobre metas e monitoramento do Plano Estadual de Educação

As ações estratégicas que estão sendo desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) para o fortalecimento do processo de ensino e aprendizagem dos estudantes foram apresentadas durante reunião do Fórum Estadual de Educação (FEE-BA) realizada, nesta quinta-feira (16), em Salvador, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), que faz parte da estrutura organizacional da SEC. Esta é a segunda reunião com o FEE-BA com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, neste mês de maio, com o principal objetivo de acompanhar e monitorar as metas do Plano Estadual de Educação.

O secretário Jerônimo Rodrigues enfatizou a importância deste permanente alinhamento com o Fórum Estadual de Educação. “Precisamos fortalecer a educação no Estado e esse fortalecimento passa por diversas portas, como a ação da Secretaria, com suas ações pedagógicas, pela formação de um corpo docente cada vez melhor e, também, pelo fortalecimento político do Fórum. É o Fórum que vai apontar onde precisamos melhorar e acompanhar o nosso trabalho. Estamos caminhando de mãos dadas para melhorar a qualidade da Educação”.

Durante a atividade, o subsecretário da Educação, Danilo Sousa, abordou temas como o Currículo Referencial da Bahia; o regime de colaboração com os municípios e a formação docente. O subsecretário também falou sobre o Sistema de Avaliação Baiano de Educação (SABE). “A ideia é que se construa um sistema sólido de avaliação da aprendizagem dos estudantes da Bahia, para que durante todo ano e não apenas em avaliações nacionais, possamos identificar de maneira estruturada como estão aprendendo e quais as dificuldades. Isto é necessário para que tenhamos um monitoramento mais focado, apoiando o professor e a comunidade escolar, para que façamos um processo continuado de formação, monitoramento e recuperação daquilo que os alunos não conseguiram atingir até um determinado momento, para superarmos os problemas de aprendizado”, destacou.

A vice-coordenadora do Fórum, Alessandra Assis, falou sobre os desdobramentos destes encontros com os gestores da SEC. “Ficamos felizes em ouvir dos gestores da SEC a importância sobre a constituição de um sistema de educação para o nosso Estado. É uma pauta importante, assim como os debates sobre o currículo, avaliação e monitoramento e, também, a formação dos profissionais da Educação. São pilares que a Secretaria apresenta como forma de alcançar as metas propostas no Plano Estadual de Educação”, afirmou.

Sobre o FEE-BA – Criado em 2009 e reordenado em 2015, o Fórum Estadual de Educação da Bahia conta com a representação de mais de 50 entidades, órgãos e instituições ligadas a área da Educação e dos movimentos sociais. Em 2016 liderou a construção do Plano Estadual de Educação, implementado pela Lei 13.559/2016, e

contribui para a avaliação e monitoramento das políticas educacionais do Estado.

Fórum no IAT - Foto. Marvin Kennedy (2)

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Marvin Kennedy